Cachoeiro-ES,

Polícia


Veja casos emblemáticos de mulheres assassinadas no ES

Só este ano foram registradas 103 mortes de mulheres no Espírito Santo

11.10.2017

 

Duas a cada oito mulheres morreram por serem mulheres só este ano no Espírito Santo. Estes crimes que envolvem as questões relacionadas ao gênero são chamados de feminicídios. O Espírito Santo está no topo da lista em morte de mulheres negras e é o quinto em assassinato de mulheres de modo geral, segundo o Atlas da Violência, divulgado este ano por meio do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), em parceria com o Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

Diante desse cenário crítico, foi lançado nesta terça-feira (10) o Movimento de Combate à Violência contra Mulher, uma campanha que vai ser vinculada em emissoras de rádio e TV. Só este ano no Estado foram 103 mortes de mulheres e 99 em todo o ano passado. Listamos abaixo os casos mais emblemáticos de 2017:

Gabriela Silva, de 24 anos

Gabriela Silva morreu no dia 24 de agosto, em Laranjeiras, na Serra
Gabriela Silva morreu no dia 24 de agosto, em Laranjeiras, na Serra
Foto: Facebook

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A advogada Gabriela Silva, de 24 anos, foi assassinada pelo ex-noivo, o estudante de Direito Rogério Costa de Almeida, 34, no dia 24 de agosto, em Laranjeiras, na Serra. O acusado sequestrou a vítima com a ajuda de um amigo, a manteve refém em um carro, a agrediu com socos e chutes, a estrangulou, e, para disfarçar a morte da jovem, a atropelou. Rogério e o comparsa, Alexandre Santos de Souza, 31, estão presos. Segundo a polícia, o ex-noivo cometeu o crime por não aceitar o término da relação com a advogada.

Claudiana Bom Macota, de 35 anos

O corpo de Claudiana Bom Macota foi achado no dia 9 de outubro
O corpo de Claudiana Bom Macota foi achado no dia 9 de outubro
Foto: Facebook

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Claudiana Bom Macota, de 35 anos, foi encontrada morta no meio de uma vegetação na Praia da Gamboa, em Itapemirim, no Sul do Estado, no dia 9 de outubro. O motorista Admilson de Souza Cruz, 43, confessou ter assassinado a esposa. O acusado contou que esganou a vítima na casa onde moravam juntos e levou o corpo de carro até a mata que fica a cerca de dois quilômetros de distância da residência do casal. Apesar de ter confessado, Admilson não ficou preso pois o corpo ainda não foi identificado. A identificação será feita após exame de DNA. O resultado deve ser divulgado em um prazo de 15 a 30 dias.

Milena Gottardi Tonini Frasson, de 38 anos

Após ter sido baleada na cabeça, Milena Gottardi Tonini Frasson não resistiu aos ferimentos e morreu no dia 15 de setembro
Após ter sido baleada na cabeça, Milena Gottardi Tonini Frasson não resistiu aos ferimentos e morreu no dia 15 de setembro
Foto: Facebook

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A médica Milena Gottardi Tonini Frasson, de 38 anos, morreu no dia 15 de setembro após ter sido baleada na cabeça em um suposto assalto no estacionamento do Hucam, em Maruípe, Vitória. O policial civil Hilário Frasson, ex-marido da médica, é acusado de ser um dos mandantes do crime. O sogro da vítima, Esperidião Carlos Frasson, 71, também foi um dos mandantes. Hilário e Esperidião contrataram dois intermediários, que indicaram o pistoleiro Dionathas Alves Vieira para realizar o serviço por R$ 2 mil. Segundo a polícia, o homicídio teria relação com a pensão da médica e com a divisão do patrimônio do casal após a separação.

Luiza Mariano da Silva, de 23 anos

Luiza Mariano da Silva foi encontrada morta no dia 29 de junho
Luiza Mariano da Silva foi encontrada morta no dia 29 de junho
Foto: Facebook

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A universitária Luiza Mariano da Silva, de 23 anos, foi encontrada morta dentro do banheiro de uma lavanderia em Itapoã, Vila Velha, no dia 29 de junho. O corpo possuía marcas de agressões físicas e também de perfurações causadas por golpes de faca. Leandro Matheus Marins Silva, 28, confessou o crime. Ele é marido de uma ex-funcionária da lavanderia. Segundo a polícia, o acusado teria ido ao local atrás do dono do estabelecimento para cobrar uma dívida da esposa referente à rescisão do contrato dela.

Maria Luciana Garcia, de 35 anos

Maria Luciana Garcia foi encontrada morta no dia 26 de setembro, em uma zona rural de Castelo
Maria Luciana Garcia foi encontrada morta no dia 26 de setembro, em uma zona rural de Castelo
Foto: Facebook

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Maria Luciana Garcia, de 35 anos, foi assassinada a tiros na comunidade de Águia Limpa, zona rural de Castelo, no dia 26 de setembro. De acordo com a polícia, o corpo da vítima foi encontrado com duas perfurações de tiros, às margens de uma estrada que liga as comunidades de Santa Justa a Água Limpa.

Deuseni da Conceição Nascimento, de 33 anos

Deuseni da Conceição Nascimento morreu baleada no dia 16 de julho
Deuseni da Conceição Nascimento morreu baleada no dia 16 de julho
Foto: Facebook

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Foi na frente das filhas de 9 e 12 anos e do marido que dois criminosos assassinaram, a sangue frio, a autônoma Deuseni da Conceição Nascimento, de 33 anos, no bairro Prolar, em Cariacica, no dia 16 de julho. Os bandidos fugiram e não foram identificados pela polícia. Segundo o pai da vítima, o vigilante Benedito Ribeiro, 60, não existiam motivos para que a filha fosse morta dessa forma.

Fernanda Costa Beber, de 30 anos

A universitária Fernanda Costa Beber, 30 anos, foi morta a tiros quando chegava em casa após a faculdade, no dia 17 de agosto
A universitária Fernanda Costa Beber, 30 anos, foi morta a tiros quando chegava em casa após a faculdade, no dia 17 de agosto
Foto: Facebook

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A universitária Fernanda Costa Beber, 30 anos, foi morta a tiros quando chegava em casa após a faculdade, no dia 17 de agosto, no bairro Paraíso, em Cachoeiro de Itapemirim, no Sul do Estado. A estudante de Psicologia foi surpreendida pelo assassino na garagem da casa onde morava de aluguel. Na ocasião, a polícia informou que o crime não tem indícios de ser "patrimonial", uma vez que nenhum pertence da vítima ou da casa dela foi levado.

Jéssika Nielsen dos Santos Lacerda, de 15 anos

Jéssika Nielsen dos Santos Lacerda morreu em junho, em Cariacica
Jéssika Nielsen dos Santos Lacerda morreu em junho, em Cariacica
Foto: Facebook

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A estudante Jéssika Nielsen dos Santos Lacerda, de 15 anos, morreu após discutir com o tio, em junho deste ano, em Cariacica. O vigilante Jean Carlos Nielsen dos Santos, 38, foi preso pelo crime de feminicídio.

Maria Helena Andrade da Silva, de 21 anos

Foto: Reprodução/Facebook

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Maria Helena Andrade da Silva, de 21 anos, morreu no Hospital Silvio Avidos, em Colatina, no dia 6 de agosto, após ser baleada na cabeça em Alto Rio Novo, região Noroeste do Estado. A família de Maria Helena acusa um ex-namorado da jovem de entrar na residência e atirar contra ela.

Sabrina de Oliveira Mendes, de 35 anos

Foto: Bernardo Coutinho

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Sabrina de Oliveira Mendes, de 35 anos, foi assassinada com 30 facadas na região do tórax e pescoço, em Boa Vista, Vila Velha, no dia 25 de janeiro. O ex-marido da dona de casa, Fábio Delvacy Meirelles Ferreira, foi preso. Segundo a polícia, a vítima tinha uma medida protetiva contra o acusado.

fonte http://www.gazetaonline.com.br

 

 

 

 

 

 

Comentários


Atenas Notícias

© 2016 Atenas Notícias. Todos os direitos reservados.

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação sem autorização.