Home    Colunista    Ilauro de Oliveira

Começou a guerra: Octaciano Neto rebate entrevista de Casagrande

Por Ilauro de Oliveira

30.12.2018

Coube à Octaciano Neto, ex-secretário estadual de Agricultura e atual chefe de Gabinete do Governo Paulo Hartung, rebater, neste domingo(30), uma entrevista do futuro governador Renato Casagrande (PSB) ao jornal A Gazeta.

Em sua página nas redes sociais, um dos principais colaboradores do atual governador classificou a entrevista como “uma entrevista marcada pelo ódio”, e pontuou alguns trechos falados por Casagrande para, em seguida, colocar a sua visão sobre o que foi dito.

Apesar de se tratar de uma página pessoal de Octaciano Neto, sua postagem tem características de sentimento oficial do atual governo que está saindo, o que mostra que as redes sociais, mesma trincheira usada por Casagrande para se manifestar durante o tempo que ficou fora do poder, poderão ser usadas com frequência para rebater e debater posições do futuro Governo sobre temas que atinjam diretamente Paulo Hartung e sua equipe.

A postagem de Octaciano chega a fazer, de maneira claramente exagerada, uma previsão catastrófica do futuro Governo Casagrande, classificando de “Governo dominado pelo PSB” e que “Parece que desde já busca justificativas para um governo fraco, com um carimbo socialista ultrapassado, marcadamente de esquerda que fará no período entre 2019-2022”.

Por fim, ironizou o futuro governador Casagrande e voltou a defender a atual gestão e a herança que será deixada:

 “Pelo tom dessa entrevista, é melhor apertar os cintos. Nem parece alguém que acabou de ganhar uma eleição em primeiro turno e praticamente sem adversários. Mas entendo que ele queira diminuir expectativas. Afinal, está pegando de herança de Paulo Hartung o melhor Estado do Brasil, nota A em contas organizadas, dinheiro livre em caixa, um Estado que é admirado no país inteiro, exemplo de boa gestão e de avanços sociais”.

Leia a postagem na íntegra:

O ÓDIO E OS ERROS NA ENTREVISTA DO GOVERNADOR ELEITO

O governador eleito Renato Casagrande deu uma entrevista ao jornal A Gazeta deste domingo (30) marcada pelo ódio. E ainda cheio de equívocos. Parece que desde já busca justificativas para um governo fraco, com um carimbo socialista ultrapassado, marcadamente de esquerda que fará no período entre 2019-2022. E o pior, um governo dominado pelo PSB (cuja qualidade dos nomes ele não teve coragem de defender na entrevista, deixando claro que escolheu só pela amizade).

Listei alguns pontos para reflexão :

? Diz que seu movimento é novo, mas sua equipe e sua atitude têm cara de passado;

? Diz que cuidou das contas, mas entregou o Estado com déficit, no limite de alerta com gasto de pessoal, dívida com hospitais filantrópicos e despesas sem empenho orçamentário. E ainda admite a possibilidade de voltar a fazer déficit fiscal , ou seja , gastar mais que arrecada, seguindo o modelo da ex-presidente Dilma, que quebrou o país ;

? Diz que a “área social ficou numa posição secundária nos últimos 4 anos”. O nosso Ensino Médio estava em sétimo lugar no IDEB no governo dele e agora está em primeiro. A Educação não é da área social?! Na área da saúde foram abertos 552 leitos, mesmo em tempos de crise financeira gravíssima no Estado e no país. E ainda colocamos de pé a Rede Cuidar, levando consultas e exames especializados para o interior do Estado. Quatro unidades estão em pleno funcionamento em Nova Venécia, Guaçuí, Linhares e Santa Teresa. Alem disso , temos a melhor expectativa de vida e a menor mortalidade infantil do Brasil!!!!

Será que um governo socialista acha que isso tudo é na área econômica ?!

Pelo tom dessa entrevista, é melhor apertar os cintos. Nem parece alguém que acabou de ganhar uma eleição em primeiro turno e praticamente sem adversários. Mas entendo que ele queira diminuir expectativas . Afinal, está pegando de herança de Paulo Hartung o melhor Estado do Brasil, nota A em contas organizadas, dinheiro livre em caixa, um Estado que é admirado no país inteiro, exemplo de boa gestão e de avanços sociais.

Vamos aguardar os números da próxima gestão e comparar com os atuais. Desejo boa sorte e bom trabalho. Porque somos capixabas , moramos no Espírito Santo e queremos o melhor . Mas não precisa errar tanto antes mesmo de começar...

 

 

Comentários


Ilauro de Oliveira

ilauro01@gmail.com

 

 

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação sem autorização.
© Atenas Notícias e Opinião. Todos os direitos reservados.

Produção / Cadetudo Soluções Web