Home    Colunista    Ilauro de Oliveira

Livre, missão de Amanda é viver hoje para lutar amanhã

Por Ilauro de Oliveira

25.09.2019

Livre da prisão e de volta a Presidente Kennedy graças a um Habeas Corpus, a prefeita Amanda Quinta Rangel (PSDB) continua afastada do seu cargo e está cercada por seis medidas cautelares que impendem, por exemplo, dela sequer chegar perto da prefeitura. Deve manter distância de 100 metros e ainda recolhimento domiciliar nos dias de folga.

A lembrança é necessária para que não seja esquecido principalmente pelo grupo político de Amanda que hoje ela tem liberdade temporária e restrita, devendo agora focar no seu trabalho de defesa, para livrar-se definitivamente da acusação que lhe custou a prisão

Não há portanto outra missão para a prefeita. Qualquer outra além dessa, é burrice e covardia. Nenhum objetivo é mais urgente e maior que este: buscar sua liberdade, que aliás trata-se de um bem inalienável.

Qualquer ilusão de que ter saído da prisão, via Habeas Corpus, deixa a prefeita afastada livre para atuar em áreas importantes como a política, por exemplo, é ter visão equivocada sobre a gravidade do caso enfrentado por ela.

Seria um crime se o grupo político que acompanha Amanda exigisse dela esforços além do prioritário que é defender-se. Provar sua inocência e trabalhar para voltar em outro momento, e por cima.

Agora é o momento do recolhimento, da reflexão, do respeito ao ser humano. Momento do pé no chão e da prudência. De falar com os próprios botões. E de respeitar a si própria.

Enquanto não se esclarecer tin tin por tin tin toda a acusação, a melhor estratégia é se afastar, empenhando esforços no objetivo óbvio que é lutar para ser livre. Nada mais vale que isso.O espaço perdido, momentaneamente, recupera-se depois, desde que se esteja livre para voar. Amanda é jovem e o futuro lhe espera.

Para quem veio de Marobá, passou por muitos desafios na vida, perdeu a mãe, trabalhou muito para ajudar a criar a irmã, fez história na política capixaba sendo a mulher mais jovem (24 anos) a assumir uma prefeitura no Espírito Santo, e, depois, conseguir reeleger-se vencendo o campeão de votos Reginaldo Quinta, é preciso dizer: Amanda é vencedora. Chegou longe demais.

Não há mais nada a provar, além de sua inocência. E para isso é preciso foco, força e fé. Sem perder tempo com o que não é essencial. A liberdade é tudo.

Um passo em frente, dois passos atrás, ensina Lênin.  Há momentos em que a vida pede para recuar. E viver hoje, para lutar amanhã.

 

 

Comentários


Ilauro de Oliveira

ilauro01@gmail.com

 

 

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação sem autorização.

© Atenas Notícias e Opinião.
Todos os direitos reservados.

Produção / Cadetudo Soluções Web