Dilma é 3ª mulher mais poderosa do mundo de acordo com a revista Forbes

Dilma é considerada a terceira mulher mais poderosa do mundo pela revista Forbes (Divulgação)

Por | 23.08.2012

   

 

A revista Forbes (uma das maiores publicações do mundo) conta neste mês com a presidenta Dilma Rousseff. No ranking das 100 mulheres mais poderosas do mundo, Dilma ficou em terceiro lugar. Ela ficou atrás apenas da chanceler da Alemanha Ângela Merkel e da Secretária de Estado dos EUA,  Hillary Clinton.

 

A presidenta do Brasil repete a posição do ranking de 2011 da revista. Na capa da publicação, Dilma foi descrita como “Ex-marxista que alimenta uma máquina empresarial”.

 

Não é a primeira vez que a presidenta é capa de uma grande publicação internacional. Neste ano, Dilma já foi capa da revista Newsweek e do New York Times. Melinda Gates (esposa do fundador da Microsoft, Bill Gates) e Jill Abramson (editora do The New York Times) completam a lista das cinco mulheres mais poderosas do mundo. Duas outras brasileiras figuram na lista: a presidenta da Petrobras Maria das Graças Foster (em 20º lugar) e a modelo Gisele Bündchen (em 83º). 

 

Não é a primeira vez que a presidenta é capa de uma grande publicação internacional. Neste ano, Dilma já havia sido mancheteranking d na revista Newsweek e do New York Times. Melinda Gates (esposa do fundador da Microsoft, Bill Gates) e Jill Abramson (editora do The New York Times) completam a lista das cinco mulheres mais poderosas do mundo. A presidenta da Argentina, Cristina Kirchner, é a segunda mulher mais poderosa da América do Sul. No ranking geral, está em 16º lugar.

 

O ranking completo pode ser visto no site da Forbes

 

 

Comentários Facebook


Mais Mundo

Migração: mais de 1.600 crianças morreram ou desapareceram em 5 anos

Mais de 200 cidades europeias se unem pelo clima

Papa critica "excessos do machismo" e exposição do corpo da mulher pela mídia

Copiloto do Airbus tinha 630 horas de voo, diz Lufthansa

Estados Unidos anunciam aproximação histórica com Cuba

50 verdades sobre Chávez e a Revolução Bolivariana

Casteglione vai a evento sobre mineração em Quito, Equador

América Latina: Crise mundial empurra os emigrantes de volta

Dilma é 3ª mulher mais poderosa do mundo de acordo com a revista Forbes

Salim Lamrani: Cuba, a ilha da saúde

Cachaça será reconhecida por Obama como produto tipicamente brasileiro

Fome e pobreza são desafios globais, dizem especialistas da América Latina

OMS: tabaco mata 12% dos adultos com mais de 30

A cada quatro minutos uma menina sofre mutilação genital

Chávez tem aprovação de 74,6% dos venezuelanos

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação sem autorização.

© Atenas Notícias e Opinião.
Todos os direitos reservados.

Produção / Cadetudo Soluções Web