Repórter é barrado em coletiva da Samarco: "eles têm medo das perguntas"

Mesmo com credenciamento, a equipe foi barrada por cinco seguranças

Por | 17.11.2015

Apesar de ter o credenciamento para participar da coletiva de imprensa da Samarco Mineradora, a equipe do CQC foi barrada por cinco seguranças, na frente de todos os jornalistas que participariam da entrevista.

 

A empresa, responsável pelas barragens rompidas no distrito de Bento Rodrigues, em Mariana (MG), não justificou a ação. O repórter Juliano Dip, do CQC, contou ao Comunique-se que foi convidado a deixar o ônibus que levava os jornalistas. Quando ele se negou, o funcionário da empresa pediu então que todos passassem para outro ônibus.

 

Dip tentou então fazer o mesmo e, desta vez, foi barrado por cinco seguranças. De acordo com informações do Portal Comunique-se, cerca de 40 jornalista, que presenciaram o fato, ficaram revoltados. Paul Kiernan, do Wall Strett Journal, filmou a cena toda e postou no Twitter com a legenda "#Samarco tenta impedir jornalistas da TV Bandeirantes de participarem de coletiva sobre desastre. $VALE $BHP".

 

De acordo com Dip, "o problema era exclusivamente com o 'CQC'. A Samarco estava com medo das nossas perguntas".

 

ASSITA O VÍDEO 

 

 

Comentários Facebook


Mais Brasil

Exigência de simulador para obter CNH deixa de valer

Mega-Sena acumula e prêmio pode chegar a R$ 90 milhões

Mais 25 frigoríficos são autorizados a exportar para a China

Lotofácil da Independência tem 33 apostas ganhadoras 

Mais de 1,5 mil motoristas de aplicativos já são microempreendedores

ANTT suspende resolução com novas regras para cálculo de frete mínimo

Governo Bolsonaro vai instalar 1 mil radares em rodovias federais, diz ministro

Seis em cada dez brasileiros dizem que reforma da Previdência é necessária, revela pesquisa da CNI

Após reunião com governo, caminhoneiros descartam paralisação

Aposentadoria tem novo cálculo a partir desta segunda-feira

Dependência econômica e fé se misturam em Abadiânia, em Goiás

INSS: espera por perícia médica subiu de 20 para 89 dias

Repórter é barrado em coletiva da Samarco: "eles têm medo das perguntas"

Caiu 36% o número de mortes de crianças no trânsito em dez anos

FGTS e redução da maioridade penal terão prioridade na Câmara

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação sem autorização.

© Atenas Notícias e Opinião.
Todos os direitos reservados.

Produção / Cadetudo Soluções Web