Repórter é barrado em coletiva da Samarco: "eles têm medo das perguntas"

Mesmo com credenciamento, a equipe foi barrada por cinco seguranças

Por | 17.11.2015

Apesar de ter o credenciamento para participar da coletiva de imprensa da Samarco Mineradora, a equipe do CQC foi barrada por cinco seguranças, na frente de todos os jornalistas que participariam da entrevista.

 

A empresa, responsável pelas barragens rompidas no distrito de Bento Rodrigues, em Mariana (MG), não justificou a ação. O repórter Juliano Dip, do CQC, contou ao Comunique-se que foi convidado a deixar o ônibus que levava os jornalistas. Quando ele se negou, o funcionário da empresa pediu então que todos passassem para outro ônibus.

 

Dip tentou então fazer o mesmo e, desta vez, foi barrado por cinco seguranças. De acordo com informações do Portal Comunique-se, cerca de 40 jornalista, que presenciaram o fato, ficaram revoltados. Paul Kiernan, do Wall Strett Journal, filmou a cena toda e postou no Twitter com a legenda "#Samarco tenta impedir jornalistas da TV Bandeirantes de participarem de coletiva sobre desastre. $VALE $BHP".

 

De acordo com Dip, "o problema era exclusivamente com o 'CQC'. A Samarco estava com medo das nossas perguntas".

 

ASSITA O VÍDEO 

 

 

Comentários Facebook


Mais Brasil

ANTT suspende resolução com novas regras para cálculo de frete mínimo

Governo Bolsonaro vai instalar 1 mil radares em rodovias federais, diz ministro

Seis em cada dez brasileiros dizem que reforma da Previdência é necessária, revela pesquisa da CNI

Após reunião com governo, caminhoneiros descartam paralisação

Aposentadoria tem novo cálculo a partir desta segunda-feira

Dependência econômica e fé se misturam em Abadiânia, em Goiás

INSS: espera por perícia médica subiu de 20 para 89 dias

Repórter é barrado em coletiva da Samarco: "eles têm medo das perguntas"

Caiu 36% o número de mortes de crianças no trânsito em dez anos

FGTS e redução da maioridade penal terão prioridade na Câmara

INSS regulamenta aumento do limite do consignado de 30% para 35%

Medida provisória autoriza empresas a reduzir salário e jornada de trabalho

Morre aos 29 anos o cantor Cristiano Araújo

Transparência em órgão público precisa melhorar, diz chefe da CGU

Número de idosos que usam internet dobrou em 5 anos, diz pesquisa

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação sem autorização.

© Atenas Notícias e Opinião.
Todos os direitos reservados.

Produção / Cadetudo Soluções Web