Procon dá dicas sobre possíveis armadilhas na Black Friday

Por | 26.11.2015

Promoções já estampam tanto as vitrines das lojas físicas, quanto dos sites das virtuais. Elas chamam a atenção dos consumidores para os descontos da Black Friday, que acontece nesta sexta (27). Mas o Procon de Cachoeiro alerta que a hora é de ter atenção redobrada nas compras para realmente conseguir economizar.

 

A data é conhecida em todo mundo por ser sinônimo de descontos generosos para esvaziar estoques de lojas. Ocorre, todos os anos, na última sexta de novembro. No Brasil, o movimento é recente, mas já mobiliza consumidores. O sitewww.blackfriday.com.br estima que, no ano passado, as compras on-line tenham chegado a mais de R$ 800 milhões.

 

Mas o coordenador do Procon Municipal, Rogério Athayde, afirma que os consumidores devem ter cautela na hora das compras, pois há sites e lojas que aumentam os valores das mercadorias dias antes. Depois, oferecem descontos fictícios, que ao final, fazem o consumidor desembolsar o valor real da mercadoria e não oferecem nenhum tipo de vantagem.

 

Além disso, ele conta que as lojas virtuais inseguras oferecem um risco potencial, pois há casos de consumidores que fazem compras e sequer recebem o produto. A boa notícia é que dá para evitar as armadilhas e aproveitar a oportunidade, sem sustos. É só tomar alguns cuidados básicos. Para começar, ele conta que é sempre bom olhar o preço antes e durante a Black Friday, para garantir que ele está barato mesmo.

 

Nas compras on-line, é preciso examinar se o endereço da página começa com https, se há cadeado de segurança na barra de endereço, razão social, CNPJ, endereço de loja física e telefone para contato. Antes de efetuar a transação, leia a política da empresa e prazos para entrega. Depois, imprima e guarde todas as páginas de realização do pedido. Para ter certeza de que o site é confiável, é sempre bom pedir referências a amigos e familiares.

 

Por fim, o Procon orienta a evitar compras por impulso: “O consumidor se depara com os preços baixos dos produtos e fica tentado a comprar, mas deve tomar cuidado para não se endividar”, lembra Rogério.

 

Atenção redobrada nas compras virtuais!

 

- Examine a segurança do site, verificando se o endereço da página inicia com https e se há o cadeado de segurança na barra de endereço, 
- Verifique, no site, a razão social, CNPJ, endereço da loja física e telefone para contato direto.
- Pergunte para amigos, conhecidos e familiares sobre sites em que eles já realizaram compras. Essa é uma boa forma de conhecer a confiabilidade
- Confira toda a política da empresa, ainda mais sobre prazos de entrega. 
- Imprima e guarde as páginas de realização do pedido e efetuação da compra para eventuais
- Arrependeu-se? O Código de Defesa do Consumidor, em seu artigo 49, garante o direito de arrependimento em até sete dias contados da data do recebimento, no caso de compras feitas fora de estabelecimento comercial. Assim, se nesse prazo o consumidor desistir da compra, pode devolvê-la e ser ressarcido de todos os valores pagos, corrigidos monetariamente.

 

 

Comentários Facebook


Mais Consumidor

Procon dá dicas sobre possíveis armadilhas na Black Friday

Procon alerta consumidores nas compras da Páscoa

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação sem autorização.

© Atenas Notícias e Opinião.
Todos os direitos reservados.

Produção / Cadetudo Soluções Web