MPES questiona Secretaria de Vitória e Cesan sobre situação da Praia de Camburi

Por | 19.02.2016

O Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES), por meio da Promotoria de Justiça de Meio Ambiente e Urbanismo de Vitória, abriu procedimento para apurar por que toda a Praia de Camburi está imprópria para banho por semanas seguidas. Para tanto, será realizada uma reunião com representantes da Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Vitória (Semmam) e da Companhia Espírito-Santense de Saneamento (Cesan). A reunião será na terça-feira (23/02), às 16h30, na Promotoria de Justiça Cível de Vitória.

 

O MPES pediu explicações detalhadas da situação da balneabilidade da praia e pretende discutir com os órgãos ambientais e de saneamento as soluções mais adequadas e céleres para a questão. Além de intermediar o entendimento entre a Semmam e a Cesan, o MPES vai apurar as responsabilidades e a eventual contribuição de outros municípios para o problema, com vistas à adoção de medidas para resolver o problema.

 

 

Comentários Facebook


Mais Estado

Fim de semana de tempo instável e chuva no Espírito Santo

Sobe para seis o número de mortos devido a chuvas no Espírito Santo

Verão chega com previsão de altas temperaturas e normalização de chuvas

Secretaria da Fazenda divulga calendário de vencimento do IPVA 2020

Notificação eletrônica dá até 40% de desconto em multa de trânsito

Governo apresenta projetos de reforma da previdência dos servidores estaduais

Casagrande anuncia reajuste para servidores públicos estaduais

Findes envia propostas à ANTT sobre a BR 262

Governo capixaba quer criar Fundo Estadual do Trabalho

Governo lança eixo de proteção social do Programa Estado Presente em Defesa da Vida

Detentos capixabas conquistam 6º lugar em Torneio Internacional de Xadrez On-line

Governo do Estado assina convênio e autoriza reinício de obra em Vargem Alta

Estado dá início ao funcionamento da APAC de Cachoeiro  

Estado vai adotar processo digital para substituir papel na administração pública

ES terá comitê para acompanhar barragens de rejeitos na Bacia do Rio Doce

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação sem autorização.

© Atenas Notícias e Opinião.
Todos os direitos reservados.

Produção / Cadetudo Soluções Web