Home Saúde

Dia Nacional de Combate ao Fumo: esporte é usado como arma contra tabagismo

Nesta segunda (29) - Dia Nacional de Combate ao Fumo -, o Instituto Nacional do Câncer lança campanha #MostreAtitude: sem o cigarro sua vida ganha mais saúde

Por | 00.00.

Motivado pelos Jogos Olímpicos e Paralímpicos do Rio de Janeiro, o Instituto Nacional do Câncer (Inca) adotou o esporte como temática de conscientização para o Dia Nacional de Combate ao Fumo, comemorado nesta segunda-feira (29). 

Com o slogan #MostreAtitude: sem o cigarro sua vida ganha mais saúde, a campanha quer atingir principalmente a faixa etária entre 13 e 35 anos. A ideia é que o tema estimule a prática de esportes e, assim, influencie na prevenção e na cessação do tabagismo, já que o hábito de fumar atrapalha a execução de atividades físicas.

Ao consumir produtos que contêm tabaco, os praticantes de esportes diminuem sua performance, principalmente em relação à respiração. Segundo o Inca, enquanto pratica esporte, quem fuma fica cansado com mais facilidade; sofre com falta de ar; tem resistência reduzida e poder de reação mais lento.

Os benefícios de parar de fumar são percebidos rapidamente, após duas horas sem cigarro, a nicotina deixa de ser detectada na corrente sanguínea, após oito horas, o nível de oxigênio normaliza-se e, até 24 horas depois, os pulmões funcionam melhor. Dois dias depois da última tragada, já é possível perceber melhor cheiros e sabores e, após um ano, o risco de infarto do miocárdio cai pela metade.

Dados do levantamento "Vigilância de fatores de risco e proteção para doenças crônicas por inquérito telefônico", do Ministério da Saúde, houve redução de 33,8% no número de fumantes adultos nos últimos 10 anos, sendo que 10,4% da população das capitais brasileiras mantêm o hábito de fumar. Em 2006, o percentual era de 15,7% para o conjunto das capitais.

Os homens permanecem como os que mais fazem uso do tabaco (12,8%), e as mulheres fumantes representam 8,3% do total da população feminina das capitais. Há 10 anos, esse número era de 20,3% entre os homens e de 12,8% entre as mulheres.

O Ministério da Saúde alerta que, apesar da redução do número de fumantes, as doenças causadas pelo tabagismo acarretam aproximadamente 200 mil mortes por ano no Brasil. O tabaco é um fator importante no desenvolvimento de doenças crônicas não transmissíveis como câncer e problemas pulmonares e cardiovasculares. 




Fonte: Portal Brasil

 

 

 

Comentários Facebook


Mais Saúde

Prefeitura de Cachoeiro investe R$ 2,8 milhões em obras nas unidades de saúde

Hospital de Itapemirim recebe novos equipamentos

Relação entre cintura e estatura pode indicar risco cardiovascular

Saúde alerta para picadas de escorpião entre dezembro e março

13 novos veículos irão compor a frota da Saúde de Anchieta

Itapemirim aumenta investimentos em relação ao ano passado

Secretaria de Cachoeiro investe em unidades de saúde

Agendamento pela internet é destaque na saúde de Cachoeiro

Novo teste para detectar o zika vírus recebe registro da Anvisa

Outubro Rosa: municípios do sul do Estado reforçam luta pela prevenção ao câncer de mama

Outubro Rosa reforça importância da prevenção ao câncer de mama

Dia D de multivacinação terá esquema especial com 27 pontos em Cachoeiro

Vacinação começa hoje em Cachoeiro

Multivacinação para crianças e adolescentes começa na segunda

Mais de 290 tipos de remédios podem ser adquiridos de graça no ES. Saiba como aproveitar!

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação sem autorização.
© Atenas Notícias e Opinião. Todos os direitos reservados.

Produção / Cadetudo Soluções Web