Home Polícia

Polícia identifica e prende envolvidos no linchamento que terminou em morte

Por | 13.03.2018

 

O jovem Darlison Moreira da Silva, de 19 anos, mais conhecido como “Mineiro”,  foi preso e outros quatro menores, sendo um de 14 anos, outro de 16 e mais dois de 17, foram apreendidos na manhã deste domingo (11). Eles são acusados de linchar e matar Eugênio de Lima Campos, de 25 anos, no bairro Adalberto Simão Nader, na última sexta-feira (09).

Segundo a polícia, Darlison Moreira da Silva, de 19 anos, e outros quatro menores confessaram o crime.

As prisões foram realizadas em uma ação conjunta entre a Polícia Militar e agentes da Delegacia de Crimes Contra a Vida (DCCV). Segundo o delegado titular da DCCV, Tarik Souk, todos os detidos confessaram ter participado do assassinato. “Eles relataram o que cada um fez. Desferiram socos, chutes, bateram com barra de ferro e pedaço de madeira, enforcaram a vítima com um pedaço de fio, arrastaram pela rua e amarraram em um poste”, conta o delegado.

Tarik relatou que os cinco justificaram o crime com um suposto estupro que a vítima teria tentado cometer contra uma menor de 12 anos. Porém, isso não foi confirmado. “Não há vítima confirmada de qualquer estupro. São apenas boatos. Na verdade, eles usam isso como pano de fundo. Subliminarmente eles querem passar medo para a comunidade por medo da violência para que as pessoas deixem de colaborar com a polícia”.

De acordo com o delegado, não foi confirmado nenhum envolvimento da vítima com o tráfico ou qualquer outro crime. Já Mineiro comandava o tráfico no bairro e um dos menores também era envolvido com drogas. Ele relatou que no local do crime a polícia começou a receber os vídeos que circularam na internet mostrando o momento das agressões contra a vítima e já identificaram os esconderijos do grupo. “Fomos até o local e lá foram apreendidos diversos pinos de cocaína, balança de precisão, arma, munição, material para embalagem, documentos de alguns dos autores. Mas eles não estavam no local”.

Drogas e arma encontras pela polícia no esconderijo do grupo.

O delegado contou que a PM e a PC trocaram informações e no dia seguinte as prisões começaram a ser efetuadas. “Na noite de sábado a Polícia Militar efetuou a prisão de um dos adolescentes. No domingo pela manhã a Polícia Civil deflagrou uma nova operação e encontrou três adolescentes dentro de um esconderijo fazendo uso de entorpecentes. Em outro local, no bairro São Gabriel, Darlison Mineiro estava escondido. Cercamos a casa e ele tentou fugir, mas conseguimos capturá-lo. No interior da residência encontramos aproximadamente 50 pinos de cocaína e material para embalagem”.

 

O comandante do 10º Batalhão da Polícia Militar, tenente coronel Pessanha ressaltou a importância de ações conjuntas entre a PM e a PC e disse que crimes brutais como este não serão tolerados pelas polícias. Ele também lembrou que a participação da comunidade também colaborou para a prisão dos criminosos. “A sociedade é parceira da polícia. Assim como nós trabalhamos incansavelmente em prol da sociedade, precisamos desse apoio ligando 181 e denunciado para chegarmos mais rapidamente a solução desses crimes”, disse Pessanha.

Barra de ferro e fio usados para matar Eugênio.

Outro crime. Segundo o delegado, além de confessar a participação no assassinato de Eugênio, Darlison e um dos adolescentes contaram que são os responsáveis pela morte de outra pessoa, que teve o corpo carbonizado e encontrado abandonado na altura do viaduto, no bairro Jabaraí, em janeiro. “O Mineiro e um dos menores, que é seu parente, confessaram o crime praticado no dia  28 de janeiro. Quebraram ossos da vítima, colocaram dentro de um barril de plástico e incendiaram com ela ainda viva”, relatou Tarik.  

Ainda de acordo com o delegado, os cinco foram autuados por homicídio qualificado, tráfico de drogas, associação ao tráfico e porte de arma de fogo. Darlison já foi transferido para o Centro de Detenção Provisória (CDP) e os menores foram apresentados para um promotor e devem ser transferidos para a Unidade de Internação Provisória (Unip).

fonte https://www.portal27.com.br

 

 

Comentários Facebook


É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação sem autorização.

© Atenas Notícias. Todos os direitos reservados.

Produção / Cadetudo Soluções Web