Home Geral

MPES cobra esclarecimentos para aumento do preço da gasolina

Ministério Público questiona se os preços dos combustíveis vão diminuir nos postos de revenda, após a normalização do abastecimento

Por | 16.04.2018

 

Nesta semana, os capixabas foram surpreendidos com o aumento do preço da gasolina nos postos do Estado. Em decorrência disso e do desabastecimento nos postos, o Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES), por meio da Promotoria de Justiça do Consumidor de Vitória, abriu procedimento para apurar os fatos e solicitou que o Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do Estado do Espírito Santo (Sindipostos-ES) esclareça a questão.

Posto de gasolina: preço subiu cerca de R$ 0,30 essa semana

Foto: Arquivo / A Gazeta

O MPES questiona se o aumento repentino do preço de combustíveis praticados pelos postos na Grande Vitória decorreu de fato do atraso ou da dificuldade no atracamento de navios no Porto de Tubarão, conforme divulgado em reportagens.

Também foi questionado se os preços dos combustíveis vão diminuir nos postos de revenda, após a normalização do abastecimento. Caso a resposta seja negativa, o MP pede que sejam esclarecidos os motivos do aumento, que deve ser comprovado por documentos.

Na última semana, da noite para o dia, o valor do litro do combustível chegou a subir R$ 0,55 em um posto da Capital. Na maioria, a média ficou acima dos R$ 4. Um dos motivos alegados pelos donos de postos foi a demora no recebimento do produto, já que um navio que trazia o combustível estava esperando atracar no Porto de Tubarão. Na madrugada de sexta-feira (13), a distribuição começou a ser normalizada.

Veja nota na íntegra

"Em decorrência do aumento dos preços dos combustíveis e do desabastecimento nos postos registrados esta semana, o Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES), por meio da Promotoria de Justiça do Consumidor de Vitória, abriu procedimento para apurar os fatos e solicitou que o Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do Estado do Espírito Santo (Sindipostos-ES) esclareça a questão.

O MPES questiona se o aumento repentino do preço de combustíveis praticados pelos postos na Grande Vitória decorreu de fato do atraso ou dificuldade no atracamento de navios no Porto de Tubarão, conforme divulgado em reportagens. Também foi questionado se os preços dos combustíveis vão diminuir nos postos de revenda, após a normalização do abastecimento. Caso essa resposta seja negativa, o MPES pede que sejam esclarecidos os motivos da majoração, que deve ser comprovada por meio de documentos."

fonte https://www.gazetaonline.com.br

 

 

Comentários Facebook


É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação sem autorização.

© Atenas Notícias. Todos os direitos reservados.

Produção / Cadetudo Soluções Web