Home Política

Em discurso na convenção, Casagrande repetiu mais "eu" e "nós"

Ex-governador, que volta à disputa pelo Palácio Anchieta, teve um discurso para dialogar com os correligionários

Por | 09.08.2018

 

 

Renato Casagrande discursou na manhã deste sábado (4)

Foto: Bernardo Coutinho

Ao ser escolhido como candidato ao governo do Espírito Santo no sábado (4), Renato Casagrande (PSB) falou aos aliados e reforçou os motivos que o levaram a disputar o pleito novamente. Mantendo um discurso voltado aos pares, as palavras mais ditas foram "eu" e "nós".

Casagrande também falou sobre a política que pretende colocar em prática caso seja eleito, e também repetiu alguns dos pontos que considera cruciais na administração do governo do Estado.

Excluindo palavras comuns, como alguns artigos, pronomes, conectivos e advérbios, a "nuvem de palavras" formada com o discurso destacam também as palavras: "não", "gente", "estado", "você", "governador", "pilar", "política" e "governo".

Nuvem de palavras do discurso do candidato ao governo do Espírito Santo, Renato Casagrande, durante convenção do PSB

Foto: Reprodução/ WordArt

Tais termos demonstram uma preocupação do candidato, já no primeiro discurso da convenção oficial, com as questões políticas do Estado e da forma como pretende guiar a campanha.

Casagrande reforçou que vai fazer uma política voltada para o desenvolvimento econômico e social, e que não vai perseguir os adversários políticos.

O socialista afirmou que vai continuar as obras pendentes e também retomar alguns projetos que foram parados após a sua saída, em dezembro de 2014, como o "Estado Presente", programa da área da segurança pública. 

EU X NÓS

Se considerarmos a linha do tempo das palavras "eu" e "nós", dá para perceber que Casagrande intercalou os pronomes pessoais durante todo o discurso.

Linha do tempo do discurso do candidato ao governo do Espírito Santo, Renato Casagrande, durante convenção do PSB

Foto: Reprodução/ Voyant

Em alguns momentos, usava a primeira pessoa do singular (eu) para pedir, afirmar, contar uma história, reforçar o que fez ou o que sabia. "Eu recebi", "Eu fui", "Eu visitei", "Eu sempre", entre outros exemplos.

Já a primeira pessoa do plural (nós) foi usada para mostrar o que será feito pelo Estado caso seja eleito, junto com o seu governo. Exemplos de uso em frases: "nós estamos formando", "nós estamos aqui com vocês", "nós precisamos", "nós vamos fazer", entre outras.

Palavras mais ditas por Casagrande em discurso:

Eu - 74 vezesGente - 60 vezesNão - 64 vezesNós - 50 vezesEstado - 46 vezesVocês - 41 vezesPolítica - 27 vezesGoverno - 20 vezesPilar - 15 vezes

Confira a fonte original do Gazeta Online, clicando aqui.

 

 

Comentários Facebook


É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação sem autorização.

© Atenas Notícias. Todos os direitos reservados.

Produção / Cadetudo Soluções Web