Home Economia

Conta de luz deve pesar no bolso do consumidor até dezembro

Segundo o Operador Nacional do Sistema, a bandeira vermelha deve ser mantida devido ao baixo nível dos reservatórios

Por | 14.09.2018

 

Distribuição de energia elétrica

Foto: Reprodução/Pixabay

A bandeira vermelha nas contas de luz deverá continuar pesando no bolso dos consumidores até o fim do ano. A previsão foi feita pelo diretor-geral do Operador Nacional do Setor Elétrico (ONS), Luiz Eduardo Barata, ao explicar que as usinas termelétricas, que tem um custo de geração mais elevado, deverão continuar ligadas mesmo com o início do período chuvoso, a partir de novembro, devido ao baixo nível dos reservatórios das hidrelétricas.

"A definição das bandeiras tarifárias não é competência do ONS, mas acredito que a bandeira continuará vermelha até o fim do ano", avaliou Barata.

A bandeira tarifária vermelha tem dois patamares. O patamar 1 significa que a cada 100 quilowatts/horas, o consumidor vai pagar R$ 3 a mais pelo serviço. O patamar 2 é de R$ 5 a mais pelo serviço a cada 100 quilowatt/hora.

De acordo com dados do ONS, o nível dos reservatórios das Regiões Sudeste e Centro-Oeste , responsáveis por cerca de 70% da energia consumida no país, estava em 25,72%, no dia sete de setembro. É o nível mais baixo desde janeiro, quando chegou a 25,48%. Já na Região Nordeste o nível está em 30,66%. Na Região Sul, é de 53,37%.


Confira a fonte original do Gazeta Online, clicando aqui.

 

 

Comentários Facebook


É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação sem autorização.

© Atenas Notícias. Todos os direitos reservados.

Produção / Cadetudo Soluções Web