Home Geral

Faculdade é condenada a indenizar mulher após cobrança indevida

A ação foi julgada na 1° Vara da comarca de Piúma.

Por | 18.12.2018

Uma mulher deve receber indenização após ser cobrada indevidamente por uma faculdade. A autora da ação na Justiça sustenta que em dezembro de 2017 se apresentou na instituição de ensino da ré, localizada em Guarapari, para obter mais informações sobre o curso de psicologia que era fornecido na faculdade e ela tinha interesse em iniciar. Contudo, não recebendo todos os dados necessários, não realizou a matrícula.

A requerente narra que dias depois da visita ao estabelecimento, recebeu um e-mail da requerida, no qual estava anexado um boleto de pagamento no valor de R$59,00 e um informativo para utilização do portal do aluno. Ela efetuou o pagamento, sendo liberado o acesso ao portal. Porém, considerando o valor cobrado a título de mensalidade, bem como sua situação financeira, optou por não cursar a referida graduação em Psicologia.

A autora se dirigiu até a instituição para comunicar sobre a decisão, requerendo o cancelamento de qualquer “inscrição” ou “pré-matrícula”. Para sua surpresa, foi informada que seria cobrada uma multa correspondente ao valor de um semestre completo. Após o aviso, ela alertou ao atendente que não assinou contrato de matrícula ou utilizou serviços disponibilizados pela ré.

Por fim, a requerente relata que passou a receber ligações e e-mails diários de cobrança por parte dos representantes da faculdade, até que um dia foi ao banco e descobriu que seu nome estava no Serasa, órgão de proteção ao crédito.

A requerida informou na contestação que retirou o nome da autora do Serasa e defendeu que não há responsabilidade de indenizar a requerente por danos morais, visto que a cobrança foi feita pelo não cumprimento do compromisso firmado entre as partes.

A juíza da 1° Vara de Piúma decidiu pela condenação da empresa ré ao pagamento de R$4 mil a título de danos morais à parte requerente pelo reparo do dano causado.

Processo nº: 0002024-83.2018.8.08.0062

 

 

Comentários Facebook


Mais Geral

Santa Casa de Castelo faz rifa de moto para ajudar em obra de reforma 

Cinco pessoas presas no Caparaó após operação do GAECO

Construção religiosa mais antiga do ES, Capela de Santa Luzia será restaurada pelo Governo do Estado

Curso gratuito sobre educação étnico-racial oferece 100 vagas

Desconto de 15% no IPTU só até a semana que vem

Cachoeiro lança campanha de nota fiscal premiada para produtores rurais

Cachoeiro abre inscrições para candidatos a conselheiros tutelares

Receita Estadual atua contra a circulação irregular de cerveja e apreende mais de 30 mil litros

10 toneladas de peixe são distribuídas em Itapemirim

Mais da metade dos brasileiros está acima do peso

Novas linhas com extensão até faculdade no bairro Monte Belo, em Cachoeiro

Empresas do setor de rochas ornamentais já realizam análises de materiais no ES

Especialistas discutem sobre os apelos excessivos da publicidade infantil

Transporte: mais horários para a linha Praça da Bandeira

Marataízes participará da maior feira do agronegócio do Espírito Santo - ExpoSul 2019

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação sem autorização.

© Atenas Notícias e Opinião.
Todos os direitos reservados.

Produção / Cadetudo Soluções Web