Competitividade das empresas

Conheça 5 ações do Senai para o fomento da inovação e da tecnologia

Separamos as principais ações da entidade, integrante do Sistema S, que provam a sua importância para tornar o setor industrial mais competitivo e contribuir para o desenvolvimento do Espírito Santo

Por | 17.01.2019

 Levar inovação e tecnologia para a indústria capixaba faz parte da missão do Senai-ES para contribuir com o aumento da competitividade do setor. Para isso, oferece um leque de serviços nessas áreas, visando o aumento da eficiência, produtividade, segurança, sustentabilidade e competitividade das empresas.

O Senai conta com infraestrutura laboratorial e equipe de especialistas em diversas áreas tecnológicas que permite a constante troca de experiências e contribuições com os atores do ecossistema local de inovação. E, no último ano, as possibilidades foram ampliadas com a inauguração de laboratórios e criação de projetos de estímulo e fomento a essas áreas.

 

Confira as 5 principais ações do Senai para o fomento da Inovação e Tecnologia na indústria capixaba:

 

1 – Instituto Senai de Tecnologia (IST)
 

O Instituto Senai de Tecnologia é um espaço dedicado à Eficiência Operacional da indústria capixaba. Localizado no Senai Beira-Mar, em Vitória, ele possui uma estrutura moderna para o desenvolvimento de soluções que aumentem a produtividade, eficiência, segurança e sustentabilidade das empresas a um custo reduzido. O espaço conta com dois serviços fundamentais: o “Laboratório de Práticas Lean” – focado no teste e validação de ferramentas visando uma produção mais enxuta; e o “Laboratório Aberto”, um espaço de criatividade e inovação com foco em prototipagem e validação de novos conceitos, tecnologias e negócios. Saiba Mais.

 

2 – Inovic
 
Idealizado para transformar a economia do estado por meio da inovação, a proposta do Programa de Inovação na Indústria Capixaba é atender as demandas reais do setor industrial estimulando o desenvolvimento, a atração de investimentos e a geração de oportunidades no Espírito Santo. Com foco na geração de novos mercados, criação de novos produtos e desenvolvimento de soluções, o Inovic aproxima a comunidade científica do setor produtivo e reúne um ecossistema de inovação com estudantes, empresários e empreendedores na busca constante de novos negócios. Saiba Mais.

 

3 – ModaLab
 
Para fomentar a indústria fashion do Espírito Santo, o Senai lançou dois laboratórios abertos de moda: o ModaLab1, em Araçás, Vila Velha; e o ModaLab2, em Colatina.  O projeto facilita o acesso das indústrias capixabas à tecnologia de ponta a baixo custo e beneficia, sobretudo, micro e pequenos empresários. Os laboratórios contam com uma infraestrutura de última geração, dotada de equipamentos para estamparias, máquinas de costura automatizadas, máquinas de bordado automatizadas, impressora 3D, máquina de gravação e corte a laser, além de softwares e hardwares especializados. Além de acesso à tecnologia e consultorias, o programa traz um espaço colaborativo entre mercado, profissionais, indústrias e como os fornecedores, ao oferecer workshops e palestras semanais com grandes nomes desse universo, com projeção local, nacional e internacional. Saiba Mais aqui aqui.

 

4 – Edital de Inovação
 
Após quatro anos, o Espírito Santo voltou a ter um projeto de inovação aprovado em edital nacional. A parceria com a Vale e a Argalit supera R$ 1 milhão. Os projetos atendem às demandas dos setores de ferrovia e petróleo e gás. O primeiro será o desenvolvimento de um dispositivo ergonômico que melhore a qualidade de vida e a produtividade dos profissionais responsáveis pela troca de dormentes nas estradas de ferro – hoje uma tarefa manual e que exige esforço físico intenso do trabalhador -; já o segundo é uma tinta térmica que utiliza nanotecnologia para evitar a corrosão e preservar a temperatura em tubos de transferência de gás. Saiba mais.

 

5 – Mobilização Capixaba Pela Inovação
 
O Senai participa e apoia a Mobilização Capixaba pela Inovação que alinha empresas, academia e poder público, e foi responsável pela criação junto ao governo do Estado, de um Fundo de Inovação de 80 milhões para recursos em inovação, valor de proporções inéditas no país. Criado para fomentar Ecossistemas de Inovação no Espírito Santo, a MCI realizou eventos para discutir acerca do assunto, como o Innovation Meeting, que contou com a participação do especialista mundial Soumitra Dutta, e um Meetup de aproximação com o Vale da Moqueca – movimento de empreendedores locais em prol da inovação. Clique aqui e Saiba MaisClique aqui e confira artigo sobre a MCI.

 

 

Comentários Facebook


Mais Geral

Durante missa, mulher empurra padre Marcelo Rossi do palco em SP

Governo do Estado lança pesquisa de fluxo turístico no Espírito Santo

Maior outdoor do Brasil fica no estado de São Paulo

EDP alerta sobre os riscos de soltar pipas próximo a rede elétrica

Prefeitura de Cachoeiro convoca classificados para assinar contrato e faz nova chamada

Ministério da Agricultura proíbe venda de seis marcas de azeite e alerta sobre preços muito baixos

Veículos a partir de R$ 2 mil serão leiloados pela Seger neste sábado (13)

Piloto morre durante voo e copiloto assume comando da aeronave

Morador de Castelo será indenizado após mensagens homofóbicas em rede social

Canonização de Irmã Dulce será em 13 de outubro

Justiça condena a mais de 60 anos de reclusão acusados de assassinar família em Guarapari

Brasil é o país que mais pesquisa a palavra homofobia na internet

Desemprego cai de 12,4% para 12,3% no trimestre encerrado em maio

Conheça cinco atitudes para deixar o trânsito mais seguro

CNJ estabelece regras que podem reduzir encarceramentos no país

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação sem autorização.

© Atenas Notícias e Opinião.
Todos os direitos reservados.

Produção / Cadetudo Soluções Web