Home Política

Composição partidária muda a partir desta semana

Com a posse dos novos deputados na sexta (1º) PSL terá maior bancada e governador Casagrande apoio da maioria do plenário

Por | 30.01.2019

Com a proximidade da posse dos deputados nesta sexta-feira (1º) as atenções se voltam para a nova composição das 30 cadeiras. O governador Renato Casagrande (PSB) deve ter maioria no Plenário Dirceu Cardoso com o apoio inicial de pelo menos 17 parlamentares eleitos pela coligação do socialista.

São eles: Vandinho Leite, Marcos Mansur e Emílio Mameri (todos do PSDB); Bruno Lamas e Sergio Majeski (PSB); Luciano Machado e Marcos Garcia (PV); Dary Pagung e Lorenzo Pazolini (PRP); Theodorico Ferraço (DEM), Carlos Von (Avante), Euclério Sampaio (DC), Marcelo Santos (PDT), Renzo Vasconcelos (PP), Fabrício Gandini (PPS), Raquel Lessa (Pros) e Enivaldo dos Anjos (PSD).

Em relação ao peso das representações partidárias, o PSL vai estrear no Parlamento capixaba com a maior bancada, quatro deputados. O partido do presidente Bolsonaro elegeu três egressos do meio policial: Capitão Assumção, Coronel Alexandre Quintino e delegado Danilo Bahiense; e ainda o jornalista Torino Marques.

No oposto desse cenário, o PRB, que atualmente tem a maior bancada, também com quatro deputados, ficará com metade: continuam o presidente Erick Musso e Hudson Leal, enquanto saem Amaro Neto (eleito deputado federal) e Cláudia Lemos.

Além do PSL, o PV e o Avante também estavam sem representantes no Parlamento, mas conseguiram eleger deputados. No caso do PV, foram eleitos Luciano Machado e Marcos Garcia. Já o Avante elegeu Carlos Von.

Os tucanos vão aumentar a presença na Casa com a representação subindo para três deputados. Além da reeleição do pastor Marcos Mansur, a sigla contará com o médico Emílio Mameri (novato na Casa) e Vandinho Leite (ex-parlamentar estadual).

O PRP também cresce, pois manteve Dary Pagung e contará com o colega delegado Lorenzo Pazolini (estreante na política). Já MDB, PSB, PDT, PT e Pros reduziram a sua participação. Doutor Hércules e José Esmeraldo serão os representantes do MDB, que perdeu Luzia Toledo. No campo socialista, as três cadeiras atuais serão reduzidas para duas, com as reeleições de Sergio Majeski e Bruno Lamas – Freitas não foi reeleito.

O PDT terá como representante único Marcelo Santos (Luiz Durão ficou de fora), assim como o PT, com a representação da ex-deputada federal Iriny Lopes (Nunes e Padre Honório não retornaram), e o Pros, com a deputada Raquel Lessa (Sandro Locutor tentou vaga na Câmara Federal).

Já DEM (Theodorico Ferraço), DC (Euclério Sampaio), Patriotas (Rafael Favatto), PMN (Janete de Sá) e PSD (Enivaldo dos Anjos) continuarão com os mesmos deputados ocupando cada sigla apenas uma vaga na Casa.

PP (Renzo Vasconcelos), Rede (Alexandre Xambinho), PPS (Fabrício Gandini) e PTB (Adílson Espíndula) mantém suas vagas com novos nomes que ocuparão as vagas dos atuais respectivos representantes: Jamir Mailini, Marcos Bruno e Gildevan Fernandes.

 

 

Comentários Facebook


Mais Política

Pacote do governo Casagrande para saúde vai tramitar em urgência

Plano de Desenvolvimento Regional do Espírito Santo é apresentado durante a ExpoSul

Prefeitos do Sul apoiam Casagrande na flexibilização do Fundo para Redução das Desigualdades Regionais

Bolsonaro quer mudar distribuição de royalties do petróleo

Projeto de reajuste e extensão do auxílio-alimentação de servidores já está na Câmara de Cachoeiro

Renata Fiório defende Santa Casa e compara Roberto Bastos com Judas

Gilson Daniel assume a Amunes

Para atender prefeitos, Casagrande propõe flexibilização do uso do Fundo para Redução das Desigualdades Regionais

Deputado capixaba quer proibir chamada restrita de telemarketing

Em Cachoeiro, presidentes de câmaras vão discutir políticas públicas

Projeto de Incentivos Fiscais é aprovado pela Câmara de Cachoeiro

João Paulo Nali é nomeado na Assembleia Legislativa

"Estamos empenhados em fazer boas entregas neste ano", diz prefeito de Cachoeiro

Em Brasília, Casagrande apresenta propostas em favor dos estados brasileiros

Presidente da Assembleia Legislativa explica questionamentos do Ministério Público

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação sem autorização.

© Atenas Notícias e Opinião.
Todos os direitos reservados.

Produção / Cadetudo Soluções Web