Home Geral

Prefeitura de Cachoeiro quer oferecer curso exigido a motofretistas

 Reunião sobre o tema foi realizada na sede do Detran, nesta segunda (11)

Por | 11.02.2019

Em reunião com o diretor geral do Departamento Estadual de Trânsito do Espírito Santo (Detran-ES), Givaldo Vieira, na manhã desta segunda-feira (11), em Vitória, o prefeito de Cachoeiro, Victor Coelho, solicitou autorização para que a Secretaria Municipal de Segurança e Trânsito (Semset) ofereça a motofretistas do município, gratuitamente, o curso especializado obrigatório para exercício dessa atividade profissional.

A proposta é que a Gerência de Educação de Trânsito da pasta e seus servidores sejam credenciados pelo órgão estadual para ministrar a capacitação, exigida por lei federal (nº 12.009/2009). Atualmente, apenas o Sest/Senat e uma autoescola oferecem o curso em Cachoeiro, ao custo de R$ 180. 

“É uma forma que encontramos para contribuir com a regularização do motofrete no município, atendendo a uma reivindicação da categoria. As despesas para adequação são altas e, se conseguirmos ofertar esse curso, será menos um custo para esses trabalhadores”, o prefeito Victor Coelho. 

O secretário municipal de Segurança e Trânsito, Ruy Guedes Barbosa Junior, que participou da reunião, frisou que a medida já foi adotada com êxito em outras cidades brasileiras, como São Paulo. “Estamos em contato com o Detran para alinhar as providências que precisamos tomar para efetivar o credenciamento”, salientou.

A reunião foi agendada pela comissão de regularização de motofrete criada pela Câmara Municipal de Cachoeiro. No encontro, o grupo solicitou ao Detran a concessão de isenção das taxas cobradas para adequação dos veículos à atividade de motofrete. 

“É um pleito importante, que nós endossamos. Mas, se não for possível a anistia, propus que, pelo menos, seja possível parcelar o pagamento do valor das taxas”, ressaltou o prefeito Victor Coelho.

“Oficializamos a criação de um Grupo de Trabalho no Detran|ES para estudar a viabilidade das demandas apresentadas com relação ao processo de regulamentação dos motofretistas e manteremos o diálogo para encaminhamentos com a Prefeitura, Câmara de Vereadores e a comissão formada por profissionais da área. O Órgão vai fazer o possível para que a segurança dos profissionais e demais condutores seja respeitada durante a atividade, e para que esta seja uma opção viável visando à geração de emprego, seguindo a legislação estabelecida no Conselho Nacional de Trânsito (Contran) e de acordo com as diretrizes do Governo do Estado”, disse o diretor geral do Detran-Es, Givaldo Vieira. 

A comissão de regularização do motofrete de Cachoeiro foi formada a partir de audiência pública sobre o tema, realizada pela Câmara de Vereadores, no último dia 28 de janeiro.

Em consonância com as atividades do grupo, a prefeitura suspendeu temporariamente a fiscalização referente à cobrança do certificado do curso especializado e da placa vermelha aos motofretistas. Todos os outros itens exigidos à categoria estão sendo fiscalizados. 

Também participaram da reunião no Detran o secretário municipal de Governo, Paulo Miranda, e o representante dos motofretistas de Cachoeiro, Paulo Vitor Freitas.

 

 

Comentários Facebook


Mais Geral

Santa Casa de Castelo faz rifa de moto para ajudar em obra de reforma 

Cinco pessoas presas no Caparaó após operação do GAECO

Construção religiosa mais antiga do ES, Capela de Santa Luzia será restaurada pelo Governo do Estado

Curso gratuito sobre educação étnico-racial oferece 100 vagas

Desconto de 15% no IPTU só até a semana que vem

Cachoeiro lança campanha de nota fiscal premiada para produtores rurais

Cachoeiro abre inscrições para candidatos a conselheiros tutelares

Receita Estadual atua contra a circulação irregular de cerveja e apreende mais de 30 mil litros

10 toneladas de peixe são distribuídas em Itapemirim

Mais da metade dos brasileiros está acima do peso

Novas linhas com extensão até faculdade no bairro Monte Belo, em Cachoeiro

Empresas do setor de rochas ornamentais já realizam análises de materiais no ES

Especialistas discutem sobre os apelos excessivos da publicidade infantil

Transporte: mais horários para a linha Praça da Bandeira

Marataízes participará da maior feira do agronegócio do Espírito Santo - ExpoSul 2019

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação sem autorização.

© Atenas Notícias e Opinião.
Todos os direitos reservados.

Produção / Cadetudo Soluções Web