Dia Mundial da Água

Itapemirim investe R$ 3,3 milhões em Estação de Tratamento de Água para garantir fornecimento às futuras gerações

Os impactos positivos da obra serão sentidos no próximo verão, já que a previsão para conclusão é em janeiro

Por | 22.03.2019

Ilauro Oliveira, com informações de assessoria

O município de Itapemirim está investindo R$ 3.348.107,64 na construção da Estação de Tratamento de Água – ETA – no distrito de Itaipava, que vai garantir o fornecimento de água potável para os moradores da região e para os turistas. Os impactos positivos da obra serão sentidos no próximo verão, já que a previsão para conclusão é em janeiro.

De acordo com Jarbas Souza Gomes, secretário de Obras e Urbanismo de Itapemirim, a obra é uma das mais importantes dos últimos anos, visto que se classifica como de interesse social e saúde pública e terá capacidade de vazão de 200 l/s, em uma área de 20.000 m², equivalente a 4 campos de futebol.

“Essa obra vai beneficiar diretamente cerca de 15 mil pessoas do distrito e 50 mil de forma indireta, considerando o aumento da população na alta temporada de verão. A ideia é conduzir a água proveniente do Rio Novo para à ETA de Itaipava, sendo assim, haverá uma maior demanda de água na alta temporada para os moradores do distrito”, explica o secretário.

A construção da nova estação é composta por captação, rede adutora de água bruta da captação até a estação, com extensão de 4 mil metros - sendo que esta parte já foi concluída-, rede de distribuição da ETA até a interligação das redes existentes em Itaipava e Itaoca (também concluída) e um reservatório.

Segundo Clodoaldo Leal Ferreira, diretor do Serviço Autônomo de Água e Esgoto – SAAE de Itapemirim, a ETA vai resultar em uma maior demanda de água para a localidade, o que vai sanar os problemas de falta de abastecimento principalmente no verão, além de ajudar no processo de recuperação da Lagoa Guannandy.

“Vale frisar que o SAAE elaborou o projeto e a Prefeitura Municipal de Itapemirim executou a obra, complementando a rede de ligação existente até a ETA do Gomes, fazendo com que a captação e a rede adutora e de distribuição já esteja em operação, trazendo a água do Rio Novo para ser tratada na localidade do Gomes”, completa Clodoaldo.

Ele comenta ainda da importância ambiental desta obra, tendo em vista que antes a captação hídrica realizava-se na Lagoa Guannandy, uma Área de Proteção Ambiental – APA – que apresenta importantes remanescentes de restinga, em especial, da mata seca. “Dessa forma, com a mudança do ponto de captação para o Rio Novo, a mesma poderá se recuperar naturalmente com o passar do tempo”, esclarece.

 

Outras vantagens da obra

Além das etapas químicas e de filtragem, o sistema permitirá o reaproveitamento das águas do processo de lavagem dos floculadores, filtros, decantadores e do leito de secagem, gerando economia na operação, que consequentemente será repassada à população. A ETA possuirá um sistema convencional de ciclo completo, ou seja, composto por processo de floculação, decantação, filtração, correção de PH, desinfecção e fluoretação.

Técnicos do SAAE, destacam que a ETA terá um sistema de secagem do lodo, denominado Leito de Secagem, representando a preocupação que o município tem com o destino a ser aplicado aos resíduos (lodo) gerados no tratamento de água, os quais trazem riscos à saúde e ao meio ambiente por veicularem desde microrganismos patogênicos até metais pesados oriundos do ambiente ou das canalizações.

 

 

 

 

Comentários Facebook


Mais Meio Ambiente

Ambientalista diz que Cachoeiro tem 80% de esgoto tratado

Primavera começa, mas chuvas devem se fixar apenas em outubro

Temperatura média do planeta pode subir 3,4°C até 2100

Projeto Tamar anuncia marca de 40 milhões de tartarugas protegidas

Programa Cuidar Mais reforça ideia de preservação de recursos naturais em Cachoeiro

Rede Brasil do Pacto Global e BRK Ambiental lançam vídeos sobre os impactos do saneamento básico

Cachoeiro recolhe quantidade expressiva de pilhas e baterias de celular usadas

Ministro do Meio Ambiente é internado em Brasília

Coleta de pilhas e baterias de celular começa nesta quarta, em Cachoeiro

Pinguins começam a chegar ao Espírito Santo

Governo assina novo Acordo de Cooperação para revitalização da Bacia do Rio Itapemirim

Bolsonaro diz que Alemanha tem a aprender com o Brasil na área ambiental

Crítico em muitas regiões, índice de perdas de água em Cachoeiro é um dos melhores do país

BRK Ambiental promove encontros para orientar comunidades do entorno de córregos

Clientes e funcionários da BRK Ambiental recebem mudas e plantam um futuro melhor

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação sem autorização.

© Atenas Notícias e Opinião.
Todos os direitos reservados.

Produção / Cadetudo Soluções Web