multiinstrumentista, arranjador, cantor e produtor musical

Amigos lançam Marcus Levy para Cachoeirense Ausente 2019

Na foto, o amigo e advogado João Augusto Faria dos Santos durante o registro do nome

Por Ilauro Oliveira | 05.04.2019

O multiinstrumentista, arranjador, cantor e produtor musical, Marcus Vinícius Vieira Levy, teve seu nome inscrito para Cachoeirense Ausente 2019. Radicado na cidade do Porto (Portugal), desde 23 de setembro de 1989, ele tem 54 anos e é filho de Alcino Pires Levy (Galego) e Jovelina C. Vieira Levy (Lita Vieira).

Embora seja o autor do registro junto ao Cerimonial da Prefeitura de Cachoeiro de Itapemirim, o advogado e amigo João Augusto Faria dos Santos frisa que a iniciativa tem várias mãos:

 "A candidatura não é minha, mas dos amigos e fãs desse excepcional artista, além de fantástico ser humano. Ele, que mora há 30 anos em Portugal, é apaixonado por Cachoeiro", disse ao site Atenasnoticias.

A orientação musical de Marcus Leyy, autodidata, foi feita em Cachoeiro de Itapemirim. Sua enorme versatilidade em produzir qualquer estilo musical de qualquer cultura é resultado da educação obtida na riqueza cultural miscigenada das variadas origens do povo da sua cidade.

Inspirado para as artes pela própria mãe, que, em gloriosos tempos idos da Rádio Cachoeiro, foi cantora daquela estação, em 1979 inicia sua carreira em palcos com Robson Castro e sua banda, Raio Laser. Em 1980, com Elizabeth Martins, e, nos primeiros anos da década de 80, no Reza Forte, banda que foi o pilar do surgimento de músicos de primeiro quilate. Dois destes já receberam Grammys.

Nesta altura, começa a trabalhar na Semcetur, ajudando a criar diversos eventos culturais na cidade, notadamente as "Noites Cachoeirenses", onde também deu um de seus concertos neste projeto.

Dividindo tempo entre Cachoeiro e Vitória, onde  começara ter reconhecimento por parte da comunicação social, e devido aos seus concertos no teatro Carlos Gomes, já se destacava dividindo palcos com grandes músicos cachoeirenses, como Waldir de Oliveira e Zé Lopes.

Em 1989, parte para Portugal, sem pretensões de lá permanecer. Grava, a pedido de uma editora, tão logo chega, em árabe, o tema Fata Morgana, que integrou a trilha sonora da novela Sassaricando, em voga em Portugal. O single foi quíntupla platina.

Começa a produzir artistas e trabalhos para rádio e televisão. A convite, tem várias intervenções na RTP (rádio televisão portuguesa), na altura única tv em Portugal, e a sua principal estação (com transmissão internacional, inclusive). Passa a ser requisitado em vários festivais de música, notadamente, no jazz, em Portugal e Espanha.

Gravou sozinho (voz e instrumentos) em 1993, um vasto trabalho de Marrabenta (música tradicional de Moçambique), o primeiro e único deste gênero a reunir canções em dialetos, com enorme sucesso naquele país.  Começa a compor, com grandes poetas portugueses, músicas para vários artistas, notadamente Fado, sendo considerado o único brasileiro presente nestas incursões.

Grava, para Portugal, diversas trilhas para novelas brasileiras vistas neste país, com especial destaque para a novela Rei do Gado e Terra Nostra, em italiano. É diretor artístico de vários festivais da canção em Portugal, com destaque às Galas da cidade de Marco de Canavezes (terra natal de Carmen Miranda). É autor do arranjo e produtor do hino desta mesma cidade.

Marcus sempre fez questão de citar, com muito orgulho, suas origens, tendo vindo de uma cidade bairrista para viver no Porto, uma cidade igualmente bairrista por quase as mesmas razões que Cachoeiro (cultura, economia, tradições..).

 Também no desporto- rei, tendo o Futebol Club do Porto como referência mundial. Junto a este, integra várias iniciativas de cunho social, em prol dos mais desfavorecidos. ? Neste âmbito desportivo, é autor e produtor do novo hino do SC Braga (Sporting Club de Braga), hino este extensivo à cidade.

Como compositor, há de referir também que é um dos mais premiados em outros tantos festivais, recebendo louvores por melhores arranjos, melhor música, e melhores interpretações por parte dos cantores que defendem seus temas.

Como produtor musical, trabalha com várias vertentes musicais, cujo resultado é notado nos meios de comunicação diretos (rádio e televisão), para Portugal, PALOPS (países africanos de língua oficial portuguesa), e comunidades portuguesas espalhadas pelo mundo (França, Suíça, Alemanha, Austrália, Venezuela, etc...), assim como visíveis na internet, através de postagens dos próprios artistas ou mesmo dos canais de TV.

Tem tido especial destaque na mídia portuguesa por ser o único brasileiro a tocar profissionalmente a guitarra portuguesa em terras lusas, instrumento este que é um dos símbolos da cultura deste país. Em 2019, será lançada uma coletânea das suas mais conhecidas produções. É o músico e produtor com mais registros de obras e gravações na história de Portugal.

Levi estudou no Colégio Bernadino Monteiro, Colégio Newton Braga, Liceu Muniz Freire, Jesus Cristo Rei e Faculdade de Ciências Contábeis e Administrativas de Cachoeiro de Itapemirim(FACCA).

Enfim, um nome que representa bem as tradições de sua cidade natal.

 

 

 

Comentários Facebook


Mais Cidades

Cachoeiro vai passar a emitir a Carteira Nacional do Artesão

Em Cachoeiro, obras para levar água tratada a comunidades do interior avançam

Operação de limpeza de córregos começa pelo bairro Santo Antônio

Cachoeiro ganha centro de referência para pessoas em situação de rua

Prefeitura de Cachoeiro inicia revitalização de praça do bairro Independência

Alto União e Monte Belo recebem obras do Transforma Cachoeiro

Obras do Transforma Cachoeiro no Village da Luz são finalizadas

Cachoeiro inaugura Centro de atendimento a pessoas em situação de rua

Região das praias da Colônia e Areia Preta recebe investimento de quase R$ 2,5 milhões

Além da Cachoeiro, outras três cidades também receberão estações de recarga de veículos elétricos

Prefeitura de Cachoeiro leva asfaltamento ao bairro Monte Belo

Prefeito de Cachoeiro debate desenvolvimento da Microrregião Central Sul

Cachoeiro sediará Fórum Regional de Artesanato neste mês

Metas para o turismo em Cachoeiro serão traçadas em conferência municipal

Presidente Kennedy retoma obras de asfaltamento da rodovia que liga Sede a BR-101

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação sem autorização.

© Atenas Notícias e Opinião.
Todos os direitos reservados.

Produção / Cadetudo Soluções Web