Inovação

Estado vai adotar processo digital para substituir papel na administração pública

Essa iniciativa conta com a parceria do Arquivo Público Estadual e da Secretaria de Estado de Controle e Transparência (Secont), com a participação dos demais órgãos estaduais.

Por | 19.04.2019

Foto: Hélio Filho/Secom

O governador Renato Casagrande e a secretária de Estado de Gestão e Recursos Humanos, Lenise Loureiro, assinaram, nesta quinta-feira (18), o decreto que institui o Sistema de Gestão de Documentos Arquivísticos Eletrônicos (e-Docs). O sistema tem como objetivo substituir o uso do papel por documentos digitais no âmbito da Administração Pública Estadual. O decreto será publicado na edição do Diário Oficial do Estado da próxima segunda-feira (22).

A partir da publicação, o sistema já estará disponível para todos os órgãos aderirem. A Secretaria de Gestão e Recursos Humanos (Seger) definirá o calendário de implementação do e-Docs, que deverá ser feita em todo o Poder Executivo Estadual no período máximo de dois anos.

Para o governador Renato Casagrande, a iniciativa tornará mais ágil, eficiente e transparente a gestão de documentos e processos administrativos no âmbito do Poder Executivo Estadual. 

“Mais um passo que estamos dando em direção a um Governo tenha a inovação como premissa, para que a gestão esteja à disposição da população. A gente tem um objetivo claro que é ir caminhando, nos próximos dois anos, para que tenhamos todos os processos internos do Governo de forma digital. Será um passo adiante. Precisamos ter todos os servidores envolvidos dentro dessa cultura digital, pois além de economia, irá facilitar o trabalho”, afirmou.

A secretária Lenise Loureiro destacou que a implantação do processo eletrônico no Estado é uma utilização eficiente dos recursos públicos e, também, um olhar atento ao servidor. “A eliminação do papel proporciona ganho de produtividade, otimização dos fluxos de trabalho, facilidade de acesso às informações e agilidade na geração e distribuição de dados digitais. O servidor sai ganhando e o cidadão também, uma vez que poderá ter mais celeridade na prestação de serviço oferecida pelo Estado”, disse.

Segundo levantamentos feitos pela equipe de implementação do sistema, que já está fase de implantação, o Estado gasta mais de 500 folhas de papel por minuto. Além da economia gerada com a eliminação do papel, os custos indiretos como transporte de documentos, toners e armazenamento serão drasticamente reduzidos.

A Seger é a gestora do sistema desenvolvido pelo Instituto de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado do Espírito Santo (Prodest). Essa iniciativa conta com a parceria do Arquivo Público Estadual e da Secretaria de Estado de Controle e Transparência (Secont), com a participação dos demais órgãos estaduais.

Estiveram presentes na solenidade de assinatura do decreto, a vice-governadora Jaqueline Moraes, o secretário de Governo, Tyago Hoffman e o diretor presidente do Prodest, Tasso Lugon.

 

 

Comentários Facebook


Mais Estado

Casagrande anuncia reajuste para servidores públicos estaduais

Findes envia propostas à ANTT sobre a BR 262

Governo capixaba quer criar Fundo Estadual do Trabalho

Governo lança eixo de proteção social do Programa Estado Presente em Defesa da Vida

Detentos capixabas conquistam 6º lugar em Torneio Internacional de Xadrez On-line

Governo do Estado assina convênio e autoriza reinício de obra em Vargem Alta

Estado dá início ao funcionamento da APAC de Cachoeiro  

Estado vai adotar processo digital para substituir papel na administração pública

ES terá comitê para acompanhar barragens de rejeitos na Bacia do Rio Doce

Manato surpreende e é eleito novo presidente do Sebrae

Hartung sanciona lei que cria estatal de gás natural

MPES questiona Secretaria de Vitória e Cesan sobre situação da Praia de Camburi

Gabarito do concurso para professor já está disponível

Recesso no Legislativo termina na terça-feira

Governo coordena habilitação de Bolsa Qualificação

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação sem autorização.

© Atenas Notícias e Opinião.
Todos os direitos reservados.

Produção / Cadetudo Soluções Web