Home Saúde

ONU: uso excessivo de remédios pode matar 10 milhões ao ano até 2050

O prejuízo à economia global, segundo o documento, pode ser tão catastrófico quanto a crise financeira que assolou o mundo entre 2008 e 2009.

Por | 30.04.2019

Agência Brasil 

Foto: Marcello Casal/AB

 Relatório de entidades ligadas à Organização das Nações Unidas (ONU), divulgado hoje (29), alerta que o uso excessivo de medicamentos e os consequentes casos de resistência antimicrobiana podem causar a morte de até 10 milhões de pessoas todos os anos até 2050.

O prejuízo à economia global, segundo o documento, pode ser tão catastrófico quanto a crise financeira que assolou o mundo entre 2008 e 2009. A estimativa é que, até 2030, a resistência antimicrobiana leve cerca de 24 milhões de pessoas à extrema pobreza.

Atualmente, pelo menos 700 mil pessoas morrem todos os anos devido a doenças resistentes a medicamentos – incluindo 230 mil por causa da chamada tuberculose multirresistente.

“Mais e mais doenças comuns, incluindo infecções do trato respiratório, infecções sexualmente transmissíveis e infecções do trato urinário estão se tornando intratáveis”, destacou a Organização Mundial da Saúde (OMS) por meio de comunicado.

“O mundo já está sentindo as consequências econômicas e na saúde à medida em que medicamentos cruciais se tornam ineficazes. Sem o investimento dos países em todas as faixas de renda, as futuras gerações terão de enfrentar impactos desastrosos da resistência antimicrobiana descontrolada”, completou a entidade.

O relatório recomenda, entre outras medidas, priorizar planos de ação nacionais para ampliar os esforços de financiamento e capacitação; implementar sistemas regulatórios mais fortes e de apoio a programas de conscientização para o uso responsável de antimicrobianos e investir em pesquisa e no desenvolvimento de novas tecnologia,s para combater a resistência antimicrobiana.

 

 

Comentários Facebook


Mais Saúde

Chuva e calor intensos mantêm o Espírito Santo em alerta contra a dengue

Novo hospital Unimed Sul já tem 35% da obra executada

Gestores de Recursos Humanos e lideranças da região sul  conhecem boas práticas da Unimed Sul Capixaba

No ES, mais três pessoas ganham nova chance após doação de órgãos

MP pede investigação de 22 mortes no setor de hemodiálise da Santa Casa de Guaçuí

Vacinação contra gripe já alcança 79% do público-alvo em Cachoeiro

Dia D de combate ao Aedes é programado para o fim deste mês

Gripe já matou 99 pessoas no Brasil; vacinação segue até 31 de maio

Prefeito de Cachoeiro anuncia maior unidade de saúde do Sul do Estado

Mais de 27 mil já receberam vacina contra a gripe em Cachoeiro

Serviços de saúde de Cachoeiro darão suporte na formação de profissionais da área

Dia D contra gripe vai acontecer neste sábado em Venda Nova do Imigrante

Dia D da vacinação contra a gripe será no próximo sábado (4)

ONU: uso excessivo de remédios pode matar 10 milhões ao ano até 2050

Farmácia Central de Cachoeiro mudará de endereço

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação sem autorização.

© Atenas Notícias e Opinião.
Todos os direitos reservados.

Produção / Cadetudo Soluções Web