Cidadania Espírito-Santense

Iriny Lopes defende indicação de Wylys e Stédile

Requerimento pede que nomes indicados pela petista para receberem título de Cidadania Espírito-Santense passem pelo crivo do Plenário

Por | 12.06.2019

Foto:Tati Beling

A deputada Iriny Lopes (PT) criticou da tribuna, na sessão desta terça-feira (11), a postura de alguns colegas parlamentares por pedirem a análise, em plenário, de projetos de decreto legislativo (PDLs) de autoria da petista que concedem título de Cidadania Espírito-Santense para o ex-deputado federal Jean Wyllys e a um dos fundadores do Movimento sem Terra (MST) João Pedro Estédile.

“Pelo respeito real que tenho ao direito de cada um indicar aquilo que pensa, é que eu defendo, inclusive, que essas pessoas possam manter as suas indicações como eu manterei as minhas, até o final, porque estou falando de duas pessoas honestas, decentes e com serviços prestados”, defendeu Iriny em referência a Wyllys e Estédile.

A análise prévia sobre projetos que concedem títulos de cidadania normalmente é feita pelas comissões, e não pelo Plenário, mas um requerimento encabeçado pelo deputado Euclério Sampaio (sem partido) e lido nesta terça-feira pede que o Plenário decida se os títulos serão concedidos ou não. O requerimento foi deferido pela Mesa Diretora também na sessão desta terça (11) e seguiu para a análise da Comissão de Justiça.

A questão levantou debate. Sergio Majeski (PSB) se disse surpreso com a reação dos parlamentares ao pedido de Iriny para concessão do título de cidadania a Jean Willys e João Pedro Estédile. Destacou que a indicação dos nomes segue critérios particulares de cada parlamentar, apesar de a regra definir que seja concedido a pessoas com relevantes serviços prestados ao Espírito Santo.

O socialista também avaliou que existem assuntos mais importantes a serem debatidos no Parlamento em favor da sociedade, como as emendas à Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO).

O requerimento 207/2019 assinado por oito deputados pede que os PDLs 35 e 36/2019, de Iriny Lopes, sejam apreciados, conclusivamente, pelo Plenário. Além de Euclério, assinam o documento Carlos Von (Avante), Capitão Assumção (PSL), Vandinho Leite (PSDB), Delegado Lorenzo Pazolini (sem partido), Delegado Danilo Bahiense (PSL), Pastor Marcos Mansur (PSDB) e Torino Marques (PSL).

 

 

Comentários Facebook


Mais Política

PRF-ES e Sindirochas estudam parceria para ações de conscientização no transporte de rochas ornamentais

Vereadores de Mimoso do Sul e Casagrande debatem investimentos prioritários para o município

Após divulgação do Tesouro, Casagrande ratifica um ES com controle nos gastos e mais investimentos

Descartando migrar do PSC, pastor Delandi trabalha fortalecimento da sigla para eleger 3 vereadores em Cachoeiro

Deputados expõem problemas da Polícia Civil do ES

Lideranças buscam investimentos estruturantes para Cachoeiro

Governador recebe lideranças políticas de Cachoeiro nesta segunda-feira

Ações políticas de Dorlei fortalecem Presidente Kennedy e Porto Central ganha novo fôlego

Pré-candidato a prefeito, Tenente Sousa quer tornar Castelo exemplo para o Brasil

Prefeito de Presidente Kennedy faz planejamento estratégico

Mameri quer bandeira do ES em produtos capixabas

Prefeito Piassi é cassado e Castelo terá nova eleição

Frente quer cadastro estadual pela segurança de ciclistas capixabas

Capoeiristas de Cachoeiro recebem homenagem de vereadores

Deputados capixabas aprovam mudança em aposentadoria de servidores

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação sem autorização.

© Atenas Notícias e Opinião.
Todos os direitos reservados.

Produção / Cadetudo Soluções Web