Economia

Comércio varejista cresce 0,1% em junho; acumulado no ano é 0,6%

Variação positiva veio depois da estabilidade de maio

Por | 07.08.2019

Por Vitor Abdala - Repórter da Agência Brasil  

Foto: Marcelo Camargo/AB

O volume de vendas do comércio varejista brasileiro teve leve alta de 0,1% na passagem de maio para junho deste ano. A variação positiva de junho veio depois da estabilidade de maio e da queda de 0,4% em abril. Os dados são da Pesquisa Mensal do Comércio (PMC), divulgada hoje (7) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

No acumulado do ano, o crescimento do setor é de 0,6%. Já no acumulado de 12 meses, a alta é de 1,1%. Por outro lado, o varejo teve quedas de 0,1% na média móvel trimestral e de 0,3% na comparação com junho do ano passado.

Na passagem de maio para junho, três dos oito setores pesquisados tiveram alta: tecidos, vestuário e calçados (1,5%), artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos (0,3%) e outros artigos de uso pessoal e doméstico (0,1%).

A atividade de hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumomanteve-se estável. Quatro segmentos tiveram queda: combustíveis e lubrificantes(-1,4%), móveis e eletrodomésticos (-1%), equipamentos e material para escritório, informática e comunicação (-2,4%) e livros, jornais, revistas e papelaria (-0,8%).

O varejo ampliado, que também analisa os segmentos de materiais de construção e de veículos e peças, manteve-se estável no volume de vendas na passagem de maiopara junho. Os veículos, motos, partes e peças cresceram 3,6%, enquanto os materiais de construção recuaram 1,2%.

Nos demais tipos de comparação temporal, no entanto, o varejo ampliado teve crescimento: média móvel trimestral (0,2%), comparação com junho de 2018 (1,7%), acumulado do ano (3,2%) e acumulado de 12 meses (3,7%).

Receita nominal

A receita nominal do comércio varejista caiu 0,3% na comparação com maio, mas cresceu 0,1% na média móvel trimestral, 2,3% em relação a junho de 2018, 4,6% no acumulado do ano e 5,1% no acumulado de 12 meses.

Já a receita nominal do varejo ampliado cresceu em todas as comparações: com maio (0,2%), com junho do ano passado (3,8%), na média móvel trimestral (0,6%), no acumulado do ano (6,3%) e no acumulado de 12 meses (6,8%).

 

 

Comentários Facebook


Mais Economia

Governo libera R$ 7,27 bi do Orçamento com recursos do petróleo

Caixa oferece crédito a caminhoneiros e juros podem ser de 2,29%

Fundesul Presidente Kennedy completa um ano com mais de R$ 4 milhões liberados

Oferta de vagas no comércio para o Natal será a maior em seis anos

Samarco confirma retorno de atividades no próximo ano, diz governador

Cachoeiro ganha lançamento residencial de alto padrão

Com mais serviços, nova Sala do Empreendedor de Cachoeiro será inaugurada no centro

Polo de Floricultura da Região Sul Caparaó próximo de se tornar realidade

Em cinco meses, 350 empresas simples de crédito são criadas no país

Consumidor poderá renegociar dívidas bancárias pela internet até o dia 30 de setembro

Vendas aumentam 12% em quatro dias na Semana do Brasil

Fundesul de Presidente Kennedy já investiu cerca de R$ 3,5 milhões

Sindirochas acompanha o status de demandas do setor junto à Seama e ao IEMA

Anchieta lidera na região com geração de empregos formais

Governo realiza ações voltadas à criação de mariscos e camarões em Piúma

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação sem autorização.

© Atenas Notícias e Opinião.
Todos os direitos reservados.

Produção / Cadetudo Soluções Web