Com apoio de Rafael Favatto

Pré-candidato a prefeito, Tenente Sousa quer tornar Castelo exemplo para o Brasil

Ao site, o presidente do Patriota no ES, Rafael Favatto (à esquerda nesta foto), disse que apoia o projeto do Tenente Sousa (D)

Por Ilauro Oliveira | 10.08.2019

Com a decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que tirou definitivamente Luis Carlos Piassi (MDB) da cadeira de prefeito, Castelo se prepara para uma nova eleição, com data ainda a ser definida. Até lá, postulantes ao cargo trabalham partidariamente suas pré-candidaturas. Um deles é o Tenente Sousa (Patriota).

 Ex-comandante da 3a Companhia da Polícia Militar, o Tenente Sousa entende que “nesse momento, Castelo precisa de comando”. “Fui criador do GAO (Grupo de Apoio Operacional) em Castelo e consegui aumentar o efetivo trazendo 14 novos policiais à época”, disse.

Em entrevista ao site Atenasnotícias, Sousa disse que o próximo prefeito precisará ser um grande líder para se dedicar às demandas urgentes da saúde, da segurança, do acesso às comunidades rurais e do desenvolvimento urbano.

“Em meu comando conseguir implantar a patrulha rural, o policiamento com motos e atender com o PROERD 100% das escolas urbanas e rurais de ensino fundamental. Tenho uma história de apoio aos castelenses e às suas necessidades. Por isso, me coloco como pré-candidato para continuar essa missão no município”.

Sousa explica que irá trabalhar seu nome dentro do Patriota, viabilizando o projeto junto ao presidente, deputado estadual Rafael Favatto. “É claro que toda pré-candidatura passa por procedimentos internos primeiro, por isso vamos à direção em busca desse apoio para concretizar esse sonho”, esclareceu.

Favatto diz sim ao projeto

E se depender da direção estadual, o sonho do Tenente Sousa em ser candidato vai se tornar realidade. O site procurou o presidente do Patriota na manhã deste sábado (10). Rafael Favatto foi categórico ao dizer que o partido apoia a pré-candidatura:

“O Tenente Sousa tem o apoio da direção estadual e, particularmente, o meu apoio também. Trata-se de um excelente quadro que o partido tem no Espírito Santo”, disse por telefone.

Castelo como exemplo para o Brasil

Sousa já sabe ao que dará prioridade e idealiza um município que seja modelo para o país.

“Teremos que apoiar o professor. Precisaremos, ainda, olhar para exemplos que deram certo no Brasil e implantar também aqui um modelo de gestão moderno e democrático, que seja rápido para identificar necessidades e dinâmico para construir soluções. Um modelo cívico, que envolva servidores, líderes comunitários e religiosos, produtores, empreendedores, entidades filantrópicas, policiais, educadores, profissionais da saúde, assistência social e diversas áreas. Castelo tem um potencial enorme e pode ser modelo para o Brasil".

Com 35 anos, Tenente Sousa é casado e pai de três crianças. O pré-candidato a prefeito também é formado em Direito e professor em cursos da Polícia. Antes da PM, trabalhou na Procuradoria Municipal em Vitória e na Secretaria de Planejamento, Habitação e Desenvolvimento Urbano em Cariacica.

 

 

Comentários Facebook


Mais Política

Sobre PSL, Bolsonaro diz que todo casamento é passível de divórcio

Deputada alerta para aumento de feminicídio no Estado

Novas leis pretendem coibir violência contra mulher no ES

DEM abre processo de expulsão contra vereador aliado de Ferraço e Norma em Itapemirim

Possível retirada do DNPM do ES mobiliza deputados capixabas

Divisão do pré-sal deve ser votada nesta quarta na Câmara, diz líder no Senado

Em resposta a jornal, parlamentares rechaçam prejudicar ambiente de negócios do Estado

Moro diz não ver problema com fiscalização de ações policiais

Mário Louzada e o novo ciclo político-administrativo para Vargem Alta

Bolsonaro critica medida do prefeito Juninho, de Cariacica, e ameaça tirar Força Nacional; Veja o vídeo

Deputados aprovam mudanças na CNH Social

Deputado do ES pede prisão de presidente da Renova

Por unanimidade, Câmara de Cachoeiro aprova novos planos de cargos para servidores

Paulinho Miranda assume Secretaria de Obras e Márcia vai para o Governo

Corregedoria da Assembleia dá 10 dias para defesa de Capitão Assumção

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação sem autorização.

© Atenas Notícias e Opinião.
Todos os direitos reservados.

Produção / Cadetudo Soluções Web