Artigo de Pedro Paulo Biccas Jr.

Por que Norma mudou o título para Marataízes?

Dos poucos presentes de Marataízes, estava ali um grupo autodenominado #Renovamarataizes acompanhado do ex-prefeito condenado Dr. Jander, de meia dúzia de gatos pingados do ex-prefeito Ananias Vieira e claro, alguns Ayubs que vivem na cidade.

Por | 22.09.2019

*Por Pedro Paulo Biccas Jr.

Foto: divulgação Amais Filmes

Na tarde desta última sexta-feira (20) ocorreu uma verdadeira fanfarra na choperia Arabella, região da Cidade Nova de Marataízes. Tratava-se de uma reunião de diretório do DEM com a festividade da mudança de título da deputada estadual Norma Ayub.

 Bom, que a política no país se encontra uma farra a gente já sabe, mas daí a fazer convenção em botequim e achar isso Normal é o mesmo que dar risada no velório do pai.

Para uma sexta-feira noite em uma choperia até que o número de participantes foi bem razoável e, por mais que um trio elétrico tenha rodado a cidade inteira na última semana, a participação maior foi de populares e políticos de municípios vizinhos, como Vitória, Itapemirim e Cachoeiro, de onde mais veio gente.

Porém isso tudo é do jogo democrático. Ela tem liberdade de assim fazer, se quiser. Entretanto precisa manter a coerência pra não fazer um papel jocoso perante o mercado político.

Dos poucos presentes de Marataízes, estava ali um grupo autodenominado #Renovamarataizes acompanhado do ex-prefeito condenado Dr. Jander, de meia dúzia de gatos pingados do ex-prefeito Ananias Vieira e claro, alguns Ayubs que vivem na cidade.

Alguém pode explicar a coerência deste grupo pedir renovação?

Explicação pra essa lógica eu não encontrei, mas é possível explicar o porquê Norma Ayub inventou de se arvorar na perola capixaba. Acompanhe o raciocínio:

O grupo político de Norma e Ferraço vêm perdendo força e expressão não são de hoje. Desde 2004 a hegemonia que eles possuíam vem sendo desfragmentada e ruída, quando perdeu, pela primeira vez para Roberto Valadão, em Cachoeiro de Itapemirim. Com o passar do tempo o grupo foi enfraquecendo ainda mais, quando a própria Norma Ayub fez vergonha nas urnas de Itapemirim, perdendo para o grupo de Luciano Paiva.

Entrou pela janela, como suplente em Brasília, após a eleição de Max Filho para prefeito em Vila Velha. E foi numa mesma eleição municipal que sua derrocada maior aconteceu: uma coça de 70% de diferença contra Dr. Thiago e Luciano de Paiva em Itapemirim. Entenderam agora, porque ela está saindo correndo de sua terra natal?

Além disso, Theodorico não consegue mais agregas valor a nenhum nome ao seu redor. Carlos Casteglione e Vitor Coelho foram os verdadeiros algozes dos candidatos apoiados por Ferraço em Cachoeiro nas últimas eleições. Já em Presidente Kennedy, onde Theodorico apoiou o ex-prefeito Reginaldo Quinta, que também saiu derrotado.  Nem o próprio filho, ex-senador Ricardo Ferraço conseguiu se abrigar num cargo político, ficando alijado do cenário, com o fim do processo eleitoral.

Com a nova política dos royalties do petróleo e o acordo de ANPP, Petrobrás e Governo do Estado sobre a exploração do pré-sal na região sul do Espírito Santo, Marataízes se tornará o município com maior arrecadação do país, superando inclusive, Presidente Kennedy, conhecida por despontar na arrecadação indenizatória do ouro negro.

 Logo, dono de obras faraônicas e de uma sanha pelo poder insaciável, Theodorico empurra Norma para a pérola capixaba como última cartada.

Theodorico e Norma voltam seu olhar pra Marataízes pelo simples fato de não terem mais pra onde ir. Agora resta a cidade se preparar para as dores ou delícias da resposta das urnas. Se para encher um comício Norma Ayub já trouxe mais participantes de fora do que do município, como ela fará então com os cargos caso ganhe uma prefeitura local?

* Pedro Paulo Biccas Jr. é jornalista 

 

 

Comentários Facebook


Mais Artigos

Contrato de trabalho verde e amarelo

Decisão do STF sobre a prisão após condenação em segunda instância é uma vitória da Constituição

Interlocução de Erimar  e Pepe traz Marco Vivacqua para o time de Tininho.

A honraria e a sobrecarga

 Marataizes das lembranças do passado para o litoral do futuro capixaba 

Antes de entregar presidência do PSB, Bastos tentou agenda com Casagrande durante 4 meses

Por que Norma mudou o título para Marataízes?

Victor Coelho, o aluno nota A

Registro de filhos fruto de relação extraconjugal

Análise 2020 – Câmara de Itapemirim

Impacto digital - Jornalista comenta o fim do jornal diário A Gazeta

O que muda em relação ao trabalho aos domingos e feriados

Quanto custa um feriado?

A bossa eternizada

Neném, o comendador do povo de Cachoeiro

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação sem autorização.

© Atenas Notícias e Opinião.
Todos os direitos reservados.

Produção / Cadetudo Soluções Web