Em Cachoeiro

Prefeitura prepara projeto de lei para rearmamento da Guarda Municipal

Guardas municipais fizeram curso exigido para que pudessem voltar a atuar com armas de fogo

Por | 27.09.2019

A Prefeitura de Cachoeiro conseguiu autorização da justiça para que a Guarda Civil Municipal (GCM) volte a atuar com arma de fogo, desde que sancione lei municipal regulamentando o porte pelos agentes. Com isso, um projeto de lei sobre o tema já está sendo finalizado pelo Poder Executivo. A autorização foi dada pela 1ª Vara da Fazenda do município, em audiência junto ao Ministério Público realizada nesta quinta-feira (26).

Em 2018, a GCM passou por um curso da Academia de Polícia Civil (Acadepol-ES) de 550 horas, com aulas práticas e teóricas e testes físicos e psicológicos, como pré-requisito para que os agentes pudessem voltar a portar arma de fogo. Também foram criadas a Ouvidoria e a Corregedoria da Guarda, conforme determina a Lei 10.826, que regulamenta o porte de armamento no país. Restou apenas que a Polícia Federal emitisse a autorização.

A prefeitura aguardava a finalização dos trâmites de emissão por parte da PF. Entretanto, a presidência da República baixou, em junho deste ano, o Decreto 9.847, que não sinalizava mais a competência da Polícia Federal na emissão do porte de arma das Guardas Municipais, apontando que as próprias instituições regulamentassem o procedimento.

Com isso, o processo do convênio da prefeitura com a PF foi “sobrestado”, paralisado aguardando manifestação da Consultoria Jurídica do Ministério da Justiça e Segurança Pública sobre o tema. A prefeitura, então, solicitou que o Poder Judiciário analisasse a possibilidade da regulamentação em Cachoeiro, sem depender do convênio.

“Nós buscamos o judiciário para que possamos retomar o armamento da Guarda Municipal, uma vez que o Decreto 9.847, que regulamenta a lei do Estatuto do Desarmamento, condiciona o município a estabelecer uma regulamentação para que seus agentes possam portar arma de fogo. Já cumprimos todos os pressupostos objetivos estabelecidos na Lei 10.826”, explica o secretário municipal de Segurança e Trânsito, Ruy Guedes.

“A gestão dialogada das demandas municipais é sempre a melhor saída. A prefeitura já cumpriu todos os requisitos legais, não restando mais nada para que esse processo seja finalizado”, comenta o juiz Robson Louzada, titular da 1ª Vara da Fazenda de Cachoeiro.

O projeto de lei deverá ser encaminhado para a Câmara Municipal na próxima semana para análise e votação. O município tem até 30 dias para que a nova lei seja sancionada.

“O rearmamento da Guarda Municipal é prioridade da gestão. Não estamos medindo esforços para que nossos agentes possam atuar nas ruas de Cachoeiro com mais esse suporte na área da segurança. Com o importante apoio de nossos vereadores, estamos esperançosos em pôr fim a essa espera que já soma mais de dez anos”, afirma o prefeito Victor Coelho.

 

 

Comentários Facebook


Mais Segurança

Armas de fogo da Guarda Municipal são entregues à Prefeitura de Cachoeiro

Polícia Civil conclui inquérito e reduz 50% dos homicídios em Anchieta

Espírito Santo fecha janeiro com segundo menor número de homicídios dos últimos 24 anos

50 suspeitos de homicídios contra mulheres detidos em 2019

Espírito Santo é o único a receber financiamento do BID na área do sistema prisional

Polícia Civil reforça segurança de municípios durante o verão

Segurança: veja o que as cidades do Espírito Santo querem

Espírito Santo fecha 2019 com menos de 1 mil homicídios

Governo do Estado anuncia entrega de 1020 novas armas à Polícia Civil

Secretaria de Segurança de Cachoeiro fortaleceu Guarda Civil Municipal

PRF volta a fiscalizar rodovias federais com radares móveis

Prefeito sanciona lei que cria novo plano de carreira da Guarda Civil Municipal

Guardas civis municipais começam a receber porte de arma de fogo

Guarda Municipal de Cachoeiro dá dicas de segurança para as compras de fim de ano

Corpo de Bombeiros lança Operação Verão 2019/20 no Espírito Santo

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação sem autorização.

© Atenas Notícias e Opinião.
Todos os direitos reservados.

Produção / Cadetudo Soluções Web