Artigo de Ilauro Oliveira

Mário Louzada e o novo ciclo político-administrativo para Vargem Alta

Começa surgir nas hastes do PSB, seu partido, e entre veículos de comunicação da cidade montanhosa, a possibilidade do atual diretor-presidente do Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal (Idaf) ser pré-candidato a prefeito.

Por Ilauro Oliveira | 05.10.2019

Em seus 31 anos de emancipação, Vargem Alta fecha ano que vem um ciclo político e administrativo histórico. Quis o destino e o voto do povo que o seu primeiro prefeito, lá nos idos dos anos 80, voltasse para governar o município, em uma linda história de reencontro entre João Altoé (PSDB) e sua gente.

Agora, três décadas depois, a cidade se prepara para o futuro. Em meio a matas e cachoeiras e corredeiras, sua beleza exuberante olha para um cenário onde o desenvolvimento sustentável precisa estar inserido cada vez mais.

A agricultura, a pecuária e a extração, marcas fortes da economia, vão se relacionando bem com o comércio e com algumas indústrias. É o futuro inevitável, onde a geração de emprego e renda precisa transformar o dia a dia dos cidadãos em felicidade plena, equilibrando sustentabilidade e desenvolvimento econômico.  

Neste cenário de belezas naturais e empreendedorismo, cabe ao poder público atrapalhar o menos possível, criando formas de catapultar essas vocações, respeitando, claro, o passado, o presente e o futuro de seu povo.

Dentro desses desafios, caberá ao cidadão escolher o substituto do prefeito João Altoé. Alguém que esteja preparado para iniciar o próximo ciclo político-administrativo de Vargem Alta. Alguém que não perca a essência política, mas que, sobretudo, conheça mais de gestão que de política, conduzindo o município em meio aos desafios do desenvolvimento sustentável.

Nesse contexto, coloca-se à baila o nome de Mário Louzada. Começa surgir nas hastes do PSB, seu partido, e entre veículos de comunicação da cidade montanhosa, a possibilidade do atual diretor-presidente do Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal (Idaf) ser pré-candidato a prefeito.

 Formado em Gestão Ambiental, Mário Louzada é especialista em Licenciamento Ambiental e Gestão Pública. Foi também superintendente do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Naturais (Ibama), em 2016, e secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano de Cachoeiro de Itapemirim entre 2017 e 2018.

O currículo acima se faz obrigatório para registrar que Mário reúne hoje totais condições de fazer gestão em Vargem Alta. Caso o PSB e mais as conversas políticas com os atores do município coloquem-no em posição de disputa, dá para dizer sem medo que a cidade ganha um nome que poderá ser o condutor desse novo momento político-administrativo tão necessário.

Observa-se que diversos municípios capixabas passam hoje pela chamada entressafra política. Nomes que já ocuparam o poder (alguns mais de uma vez) experimentam enorme desgaste junto aos eleitores. As tradicionais lideranças vão dando lugar a pessoas que nem sempre estiveram nas ruas buscando votos. Ao contrário, muitos que ocupam cargos eletivos hoje estavam fazendo gestão em empresas e mesmo em órgãos públicos. Não surgem como salvadores da pátria, mas sim como agentes capazes de gerar resultados para os cidadãos.

Pensando assim, não é difícil inserir o nome de Mário Louzada. Está preparado para suplantar o modelo tradicional de fazer política e governar em Vargem Alta. Em suas três décadas, a cidade começa a pensar em novas caras para o poder. Renovação mais que necessária para coadunar com sua beleza exuberante.

*******************************************************

“Vou imprimir novos rumos ao barco agitado que foi minha vida / Fiz minhas velas ao mar / Disse adeus sem chorar / E estou de partida / Todos os anos vividos / São portos perdidos / Que eu deixo pra trás / Quero viver diferente / Que a sorte da gente / É a gente que faz” – Novos Rumos (Paulinho da Viola)

 

 

Comentários Facebook


Mais Política

Saída do PSL é "separação amigável", diz Bolsonaro

Tininho confirma possibilidade de aliança política com Marco Vivácqua: “Está bem encaminhado”.

Bolsonaro anuncia saída do PSL e criação da Aliança pelo Brasil

Resultado de megaleilão do pré-sal divide opinião de senadores

Secretário da Fazenda presta contas na Comissão de Finanças

Ministério Público requer a prorrogação do afastamento da prefeita de Presidente Kennedy por mais 180 dias

Evair de Melo assume presidência da FrenCOMEX

Marcos Mansur pede providência em rodovia de Cachoeiro

Presidente Erick Musso repudia fala de Eduardo Bolsonaro sobre "novo AI-5"

Surge o nome de Armando Zanata para renovar a política de Alfredo Chaves

No ES, ministro Sérgio Moro elogia Programa Estado Presente em Defesa da Vida

Com 8 partidos, incluindo PSB do governador, Domingos Fracaroli é eleito prefeito de Castelo

Sérgio Moro vem ao ES na próxima terça-feira

Saída de Joice da liderança do governo no Congresso mostra que PSL "não tem identidade partidária", avalia cientista político

Em busca de recursos, Victor Coelho cumpriu agendas em Vitória e Brasília

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação sem autorização.

© Atenas Notícias e Opinião.
Todos os direitos reservados.

Produção / Cadetudo Soluções Web