Prejuízo estimado em quase R$ 35 mil

Criador de aves exóticas de Ibatiba será indenizado por causa de apagão

Na época do fato, ele possuía 80 ovos de Faisão Exótico sendo chocados

Por | 26.11.2019

 

Um criador de aves exóticas deve ser indenizado em mais de R$30 mil, após um apagão de energia elétrica levar à perda de 80 ovos que estavam sendo chocados em uma incubadora. A decisão é da Vara Única de Ibatiba.

De acordo com o autor, ele é proprietário de um viveiro de aves exóticas, e na época do fato possuía 80 ovos de Faisão Exótico sendo chocados. Ocorre que a cidade foi atingida por um apagão de energia, o qual perdurou até o dia seguinte. Com a situação, a temperatura que mantinha os ovos aquecidos não se manteve, o que ocasionou na perda das crias.

Como consequência do ocorrido, o requerente relatou que teve uma perda financeira de quase R$35 mil, e por isso pedia o ressarcimento da quantia, bem como o recebimento de indenização por danos morais. Em contrapartida, mesmo após ser intimada, a empresa de energia elétrica não apresentou contestação, motivo pelo qual foi decretado a sua revelia, situação em que as declarações do autor foram consideradas como verdadeiras.

Em análise do caso, o juiz observou que o requerente apresentou o boletim de ocorrência sobre o ocorrido e documentos que comprovavam a existência dos animais. Além destes, também foi anexado aos autos um atestado emitido por um veterinário, que teria confirmado a existência de uma centena de ovos de várias espécies de faisão na incubadora, os quais teriam “gorado” devido à perda de temperatura.

Em continuação, o juiz afirmou que o apagão foi amplamente divulgado por jornais da região, tendo destacado uma reportagem que confirmava as alegações descritas pelo autor. “Neste sentido, evidente a necessidade de que o Requerido proceda a reparação dos danos que foram causados ao Requerente, diante da falha na prestação do serviço de fornecimento de energia que gerou um apagão, pelo período irrazoável de aproximadamente 12 h […] No presente caso nítido é o descaso da empresa Requerida com o Requerente”, afirmou.

Desta forma, o juiz entendeu que a distribuidora de energia elétrica deveria ser responsabilizada pelo ocorrido e pelos danos causados ao autor. Assim, o magistrado a condenou ao pagamento de R$34.930,00 em indenização por danos materiais e R$4 mil em reparação por danos morais.

 

 

Comentários Facebook


Mais Geral

Depressão: cães e gatos também sofrem com a doença

Cobertura da mídia sobre feminicídio é inapropriada, mostra relatório

MP notifica Sindipostos para cumprimento de requisitos no abastecimento de veículos a gás

Recadastramento de artesãos de Cachoeiro termina na próxima semana

Governo do ES autoriza construção de Centro de Excelência para Pessoas com Deficiência

Cadeirantes do ES apresentam demandas em audiência pública

Expectativa de vida no Brasil sobe para 76,3 anos

Procon de Cachoeiro dá oito dicas para quem quer aproveitar a Black Friday

Dallagnol é punido com advertência por críticas a ministros do STF

Criador de aves exóticas de Ibatiba será indenizado por causa de apagão

Criador da WWW propõe contrato para "consertar" internet

Apresentador Gugu Liberato morre aos 60 anos

Especial - CAMINHOS DA APOSENTADORIA NO BRASIL

Celulares pré-pagos de 17 estados devem ser recadastrados até segunda

Chuvas no Espírito Santo deixam 91 desalojados; uma pessoa morreu

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação sem autorização.

© Atenas Notícias e Opinião.
Todos os direitos reservados.

Produção / Cadetudo Soluções Web