Alerta!

Veja como evitar golpes virtuais nas compras on-line para o Natal

O internauta também pode ser levado a sites falsos ou a clones de páginas de lojas ou bancos conhecidos

Por | 11.12.2019

O fim de ano é um período bastante agitado para o comércio por causa da Black Friday e do Natal. Muitos internautas querem aproveitar as promoções para economizar e presentear amigos e parentes. Por outro lado, há riscos que não podem ser ignorados ao fazer compras on-line.

 

De acordo com analista de TI do Prodest Rodrigo Faustini, especializado em Segurança da Informação e Gestão de Riscos, uma das armadilhas mais perigosas são os anúncios de vendas de produtos que direcionam para sites clonados de lojas conhecidas. Em geral, apresentam ofertas com preços muito abaixo do mercado, com pagamento em boletos emitidos pelos fraudadores. 

O especialista disse que a maioria dos golpes ocorre por meio de e-mails ou SMSs maliciosos (“phishing scams”) contendo links encurtados que direcionam a vítima para sites, que podem infectar o dispositivo do usuário com vírus. Estes são capazes de bombardear os internautas com anúncios comerciais e coletar tudo o que ele digita.

O internauta também pode ser levado a sites falsos ou a clones de páginas de lojas ou bancos conhecidos. Nesse caso, a intenção é coletar informações pessoais ou financeiras importantes (nomes de usuário, senhas, números de contas bancárias, endereços de e-mail, entre outras).

Atenção

Segundo Rodrigo Faustini, o cuidado mais importante é o de sempre: não clicar em links recebidos em mensagens de spam ou em quaisquer e-mails ou SMSs que possam ser “iscas” para golpes.

Outra dica do especialista é evitar clicar em anúncios no Facebook e no Instagram, em que os preços estão com valores bem menores do que a média do mercado.

“Essas propagandas levam a sites falsos de lojas renomadas. O fato de um anúncio ser formalmente veiculado em uma rede social não impede a fraude, pois o site apenas publica o que foi pago para veicular, sem se responsabilizar pelo conteúdo ou pela veracidade do que está sendo anunciado”, destacou.

 

 

Comentários Facebook


Mais Consumidor

Mais 11 lotes de cerveja Backer estão contaminados, informa ministério

Agersa apresentará ações de 2019 em audiência pública

Cerveja contaminada: Secretaria de Saúde confirma quarta morte em MG

Procon-ES reúne Sindibares e Acaps para discutir ressarcimento e troca de cervejas da Backer

Ministério determina recolhimento de todas as cervejas da Backer

Procon do ES debate ações sobre lote contaminado de cerveja artesanal

Cobrança de consumação mínima é proibida em Itapemirim

Rogério Athayde assume comando do Procon estadual

Veja como evitar golpes virtuais nas compras on-line para o Natal

EDP oferece condições especiais para negociação de dívidas

Procon-ES orienta sobre as compras na Black Friday

Procon dá dicas sobre possíveis armadilhas na Black Friday

Procon alerta consumidores nas compras da Páscoa

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação sem autorização.

© Atenas Notícias e Opinião.
Todos os direitos reservados.

Produção / Cadetudo Soluções Web