Em Itapemirim

Visitas guiadas ao Monte Aghá estão com inscrições abertas

A duração da subida gira em torno de uma hora e vinte a uma hora e meia

Por | 03.01.2020

Inicia-se nesta quinta-feira (02) o prazo de inscrições para a subida ao Monte Aghá, que podem ser feitas na sede da secretaria de Meio Ambiente de Itapemirim (SEMMA) e no Centro de Informações Turísticas, em Itaoca. A prefeitura disponibilizará ônibus para transportar os participantes. O veículo sairá da Praça Domingos José Martins, dia 12 (domingo), às 02h30 (madrugada), devido a este ano não haver horário de verão.

De acordo com informações da chefe de Divisão da Semma, Maristela Sales de Freitas, o Monte Aghá é tombado pelo Conselho Estadual de Cultura e está inserido na Área de Proteção Ambiental (APA) de Guanandy. O monumento possui peculiar beleza cênica, rica fauna e flora.

A trilha possui aproximadamente 3,3 km de extensão, composta por pouco mais de 1,4 km de plano/semi-plano (campo do Aghá à placa da APA de Guanandy) e pouco mais de 1,9 km de subida (placa da APA de Guanandy ao topo do Aghá). Durante o percurso são realizadas três a quatro paradas para hidratação, apreciação da beleza cênica, alimentação e descanso.

A duração da subida gira em torno de uma hora e vinte a uma hora e meia: “O objetivo da caminhada não é apostar corrida para chegar ao topo e sim realizar a caminhada vagarosamente, respeitando o respectivo limite de cada participante”, destaca.

Segundo informações da Semma, devido à sua altitude, alguns pontos do Monte Aghá oferecem risco de graves acidentes, estes estão concentrados em suas extremidades, afastados da trilha principal, portanto, recomenda-se que o participante jamais saia do espaço autorizado pelos monitores.

Quanto à alimentação, a orientação é que o participante, na noite anterior, não consuma leite e derivados, nem alimentos gordurosos e bebidas alcoólicas. A alimentação deve leve e balanceada, inclusive com consumo de carboidrato para armazenamento de energia.

O secretário de Meio Ambiente, Jean Paz Roza, ressalta também que o participante deve tomar bastante água no dia anterior ao passeio e que “no dia da subida, recomenda-se frutas, pães integrais, bolos neutros e, para beber, café, suco natural, água de coco ou água mineral”. É importante ainda, segundo Sales, que o calçado seja fechado e confortável, preferencialmente os indicados para a prática esportiva e que tenha boa aderência.

A roupa deve proporcionar conforto e fácil para a execução dos movimentos da atividade física (caminhada, subida e descida), recomendando-se utilizar roupas leves e de cores claras, impedindo o reflexo da radiação. O uso do jeans e similares é desaconselhável. São recomendados chapéus, bonés, viseiras e demais acessórios similares são recomendados.

O visitante também deverá providenciar protetor solar, repelente, óculos de sol, sacola ou bolsa para armazenamento dos resíduos sólidos gerados pelo participante, aparelhos eletrônicos que permitam registros fotográficos e vídeos e lanterna para a subida da madrugada.

 

 

Comentários Facebook


Mais Meio Ambiente

Chuvas no Espírito Santo devem continuar até sexta-feira, prevê Inmet

Monitor de Secas aponta redução da área com seca e da gravidade do fenômeno no Espírito Santo

Ilha dos Franceses, rara beleza em Itapemirim e refrescante atrativo no verão 2020

Visitas guiadas ao Monte Aghá estão com inscrições abertas

Estado terá 100% dos municípios realizando licenciamento ambiental em 2020

Presidente Kennedy cria comissão para enfrentar eventual avanço da lama de petróleo nas praias

Óleo já atingiu pelo menos 675 áreas de 116 cidades, informa Ibama

Devido ao vazamento de óleo no Nordeste, praias de Itapemirim são monitoradas diariamente

Victor Coelho assina pacote de medidas ambientais em Cachoeiro

Óleo atinge local de desova de tartarugas no Espírito Santo

Na foz do Rio Doce, pescadores temem que óleo agrave tragédia

Fuzileiros vão tentar localizar manchas de óleo no Espírito Santo

Recanto sagrado dos yanomami, Pico da Neblina deve ser reaberto

Ambientalista diz que Cachoeiro tem 80% de esgoto tratado

Primavera começa, mas chuvas devem se fixar apenas em outubro

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação sem autorização.

© Atenas Notícias e Opinião.
Todos os direitos reservados.

Produção / Cadetudo Soluções Web