Limites

Itapemirim regulamenta uso da faixa de areia nas praias durante a temporada

Entre as principais regras se destacam a vedação do uso e ocupação da área de vegetação de restinga

Por | 09.01.2020

Por meio do Decreto 15.380/2019, publicado no último dia 30 de dezembro, o prefeito Thiago Peçanha Lopes regulamentou as regras para ocupação da faixa de areia nas praias de Itapemirim por comércios, bares, restaurantes, hotéis, pousadas, quiosques e similares para a temporada de verão, limitando em 15 mesas e 60 cadeiras por estabelecimento.

O limite para a colocação de mesas será o da metade da faixa de areia, a partir da linha da maré mais alta do dia e para utilizar o espaço com a colocação de mesas, cadeiras, guarda-sóis e espreguiçadeiras, o interessado deve abrir um processo administrativo protocolizando-o à Secretaria Municipal de Obras e Urbanismo (Setor de Fiscalização de Postura) ou à Gerência Geral.

De acordo com o gestor municipal de Praias, Tiago Faria Leal, todo o equipamento regulamentado, por este Decreto, poderá ser colocado na faixa de areia, no período licenciado para a temporada de verão, de 25/12/2019 a 15/02/2020, a partir das 6h e deverá ser retirado até as 20h e observado rigorosamente o disposto nos arts. 1º e 8º deste Decreto.

Entre as principais regras se destacam a vedação do uso e ocupação da área de vegetação de restinga, estando o infrator sujeito às penalidades previstas na legislação ambiental e a proibição da limpeza/lavação de qualquer utensílio ou objeto na faixa de areia, além de estar proibida a cobrança, por parte dos estabelecimentos comerciais, pelo uso dos equipamentos colocados na faixa de areia e a reserva de espaço mediante exigência de pagamento, ficando igualmente vedada a cobrança de consumação mínima.

Na faixa de areia os alimentos e bebidas deverão ser servidos preferencialmente em recipientes recicláveis ou retornáveis, não cortantes/incisivos e não perfurantes, bem como, também está proibido qualquer tipo de instalação na faixa de areia, pelo contribuinte fornecedor de alimentos e bebidas, que perturbe o sossego público, o fluxo de pessoas e o atendimento de serviços públicos.

O gerente-geral da prefeitura de Itapemirim enfatiza ainda que, de acordo com o Art. 14º, o descumprimento deste Decreto ocasionará, primeiramente, advertência formal ao estabelecimento infrator e, a sua reincidência acarretará na suspensão do serviço de atendimento de praia e apreensão dos equipamentos.

 

 

Comentários Facebook


Mais Geral

Produtos feitos no Espírito Santo terão selo "100% CAPIXABA"

Guia impresso e aplicativo facilitam acesso a atrações turísticas de Cachoeiro

Dono de cachorro que morreu atropelado por motorista sem habilitação será indenizado

Brasil é o 3º país em que pessoas passam mais tempo em aplicativos

Governo eleva salário mínimo para R$ 1.045

Detran|ES lança nova vistoria que torna mais segura a compra de veículos

Procon Estadual dá dicas para a compra de material escolar

Governo retira 1,3 milhão de beneficiários do Programa Bolsa Família

Detran|ES dá orientações sobre Seguro DPVAT

Finalizada a primeira etapa do projeto de PPP da iluminação pública

Itapemirim regulamenta uso da faixa de areia nas praias durante a temporada

Mulheres são mais conscientes no trânsito, aponta pesquisa

INSS faz ajuste em sistemas após reforma da Previdência

Ano bissexto: nascimento no dia 29 exige registro na data certa

Apostador de Castelo acerta 5 números da Mega da Virada

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação sem autorização.

© Atenas Notícias e Opinião.
Todos os direitos reservados.

Produção / Cadetudo Soluções Web