Contrato vence em 2023

Comissão da Assembleia Legislativa vai investigar contrato da Rodosol

O objetivo é estudar documento desde a sua criação, em 1998, e buscar alternativas para melhorar a cobrança nas praças de pedágio

Por | 07.02.2020

O serviço prestado pela Concessionária Rodosol será o foco dos debates de comissão especial instituída Assembleia Legislativa (Ales). A criação do novo colegiado, que será presidido pelo deputado Carlos Von (Avante), foi autorizada pela Resolução 6.781, publicada na edição do Diário do Poder Legislativo (PDL) desta quinta-feira (6).

O objetivo, segundo Von é investigar o contrato, que vence em 2023, desde a sua criação, em 1998, além de fiscalizar o serviço que vem sendo entregue à população capixaba e discutir uma política de cobrança mais justa nos pedágios.

Para isso, o deputado pretende convidar os atores que participaram do início das atividades para entender como foi elaborado o contrato. Ele alega que a população reclama dos altos valores cobrados nos pedágios nos trechos administrados pela concessionária, principalmente na parte que liga Vila Velha a Guarapari, que hoje custa R$ 9,00 para carros de passeio.

O deputado defende que o aumento dos valores nas duas praças administradas pela Rodosol precisa ser explicado. Segundo ele, em 2012 a Praça da Terceira Ponte cobrava R$1,80, enquanto a de Guarapari estava taxada em R$ 6,80. Este ano é possível atravessar de Vila Velha para a Capital pagando R$2,10. A tarifa não é cobrada no sentido Vitória/Vila Velha.

“De oito anos pra cá o valor da cobrança na Terceira Ponte diminuiu, enquanto o preço para circular pelo quilômetro 30 da Rodovia (do Sol) subiu consideravelmente. Vamos buscar um entendimento conjunto sobre como foi construído esse documento que estipulou as regras para a exploração do trecho e buscar valores justos para todos”, argumentou o deputado em entrevista concedida ao telejornal Ordem do Dia desta quinta (6).

O novo colegiado tem caráter temporário e está em fase de estruturação para escolha dos membros e organização das reuniões ordinárias. A previsão é que comece a atuar ainda no primeiro semestre.

 

 

Comentários Facebook


Mais Política

Presidente da Câmara de Castelo quer pedir prorrogação da Força Tarefa

Vereador de Itapemirim é expulso do Democratas

Casagrande participa de reunião com governadores sobre tributação dos combustíveis

Deputado capixaba chama Paulo Guedes de ‘ministro parasita Paulo Guedes’

Assembleia aprova revisão salarial para defensores públicos

Bombeiros e policiais cobram reposição de perdas ao Governo do Estado

Semana começa com mudanças no Governo Victor Coelho

Comissão da Assembleia Legislativa vai investigar contrato da Rodosol

Governador e bancada federal se reúnem com ministro da Economia

"Vamos manter a produtividade", diz Musso sobre ano eleitoral

Fabiano Contarato propõe criação de fundo emergencial para tragédias

Estado libera R$ 214 milhões para reconstrução de cidades atingidas pelas chuvas e prevenção de desastres

Assembleia Legislativa aprova identificação de carros de todos os poderes

Deputados criticam segurança pública do ES após tiroteio

Vice-prefeito de Cachoeiro de Itapemirim vai doar salário para vítimas das chuvas

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação sem autorização.

© Atenas Notícias e Opinião.
Todos os direitos reservados.

Produção / Cadetudo Soluções Web